Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Quais alimentos têm carboidratos: saiba de uma vez por todas como consumir!

Legenda: 
Alimentos com carboidrato: pão

Antes de tudo, precisamos saber o que são os carboidratos. São nutrientes? Para que servem? Bom, o carboidrato é considerado um macronutriente, do tipo energético, e que fica na base da pirâmide alimentar – composta pelos cereais, tubérculos e raízes. Logo, é nessa parte que encontramos as massas, arroz e pães, por exemplo.

O que muitos não sabem é que todos os alimentos de origem vegetal possuem carboidratos, porém em quantidades e formas diferentes.

Através da fotossíntese, vegetais como a batata e a mandioca, especializaram-se em produzir e armazenar carboidratos na forma de amido, enquanto outros como a cana de açúcar e a beterraba (sim, eles têm carboidratos!) armazenam e produzem carboidratos na forma de sacarose.

 

Carboidratos fazem mal?

Antes de responder, precisamos entender algumas outras coisas.

Os carboidratos são a principal fonte de energia do corpo humano, independentemente da origem. Além disso, ajudam a poupar proteínas, pois evitam que elas sejam utilizadas como fonte de energia; e agem na manutenção do tecido nervoso, já que a glicose é a única fonte de energia para o cérebro. Além de que, quando estão em forma de fibras, dão aquela melhorada na flora intestinal.

Portanto, é bom saber muito bem quais alimentos contêm carboidratos.

Vamos usar um exemplo: cereais e grãos possuem carboidratos, certo? Então, sabemos que o trigo, a aveia e o milho se encaixam aqui e, consequentemente, alimentos como pão, macarrão e massas em geral, vão conter carboidratos também. É importante lembrar que os carboidratos que passam por menos processos na produção ficam mais intactos, e com isso, conservam mais nutrientes – um exemplo clássico seria o arroz branco (que passa por muitos processos para ficar branquinho) e o arroz integral, que contém nutrientes e fibras bem importantes para nosso corpo. Qual a função dos carboidratos?

Ok, sabemos que muitos alimentos têm carboidratos, mas isso não é motivo pra entrar em desespero. Vamos ver agora qual a função desses carboidratos!

Como já vimos, os carboidratos são nutrientes do tipo energético, e por isso são muito importantes para o nosso corpo e aparecem em muitos alimentos. Eles são responsáveis por fornecer a glicose que vai para nossa corrente sanguínea e, consequentemente, para todo o corpo, fornecendo a energia de que precisamos para fazer as coisas do dia a dia, como trabalhar, estudar etc.

Os carboidratos também são importantes para o nosso cérebro, pois o cérebro usa o açúcar dos carboidratos como fonte de energia.

Devido a isso, pessoas que consomem carboidratos abaixo das quantias recomendadas sofrem com sintomas como desmaios e dores de cabeça, entre outros, pois o corpo não está recebendo energia suficiente para realizar suas atividades cotidianas. Da mesma forma, alguém que acabou de começar a fazer exercícios depois de uma vida majoritariamente sedentária, vai sentir sintomas como esses no começo se não tiver uma alimentação adequada à atividade, pois o corpo não vai ter energia para gastar durante o esforço.

 

Como consumir de forma correta?

Como tudo na vida, equilíbrio é sempre a melhor escolha. Os carboidratos devem compor em média de 50 a 60% das calorias consumidas diariamente. Assim, em um almoço, por exemplo, metade da refeição deve ser composta de vegetais, enquanto a outra metade, de carboidratos e proteínas. Mas vale lembrar que cada pessoa é um caso diferente, então sempre procure um nutricionista para saber o que é ideal para você!

 

“Mas carboidratos não engordam?”

Por mais que estejam presentes e sejam recomendados de acordo com a nossa pirâmide alimentar, com o passar dos anos os carboidratos passaram a ser evitados nas dietas voltadas à perda de peso. Porém, precisamos lembrar que o que engorda não são os carboidratos, mas sim a quantidade e forma com que são consumidos – pois, quando comemos, as calorias que não são gastas ao longo do dia ficam armazenadas no nosso corpo na forma de gordura. Vale lembrar que o que leva ao ganho de peso é o excesso de calorias consumidas (e não gastas), independente de onde tenham vindo – carboidratos, gorduras ou proteínas.

O modo de preparo também influencia a quantidade de calorias: uma batata cozida, com temperos naturais e pouco sal, com certeza será menos calórica que uma batata frita cheia de ketchup, ou uma batata chips. Portanto a quantidade e a forma de preparo influenciam bastante no resultado final!

 

Referências

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas