Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Comidas que fazem bem para o cérebro

Legenda: 
Comidas que fazem bem para o cérebro: café

Os alimentos que fazem bem para o cérebro não se resumem apenas a comida. Como assim?

O nosso cérebro também se alimenta com exercícios que podemos fazer!

Ele é um órgão muito importante, responsável por processar tanta coisa – como nossas memórias e sentidos – e, por isso, um cérebro saudável precisa estar sempre se exercitando para não enferrujar.

Nesse sentido, os exercícios mentais – como quebra-cabeças, caça-palavras, ou até mesmo coisas como o crochet ou fazer as contas no mercado – são atividades que exigem certa concentração e raciocínio lógico, de forma que seu cérebro não fica adormecido numa zona de conforto. Mesmo com práticas tão simples, começamos a ver uma melhora em diversos aspectos da nossa vida, desde a memória e concentração, até prevenção de doenças como o Alzheimer, entre outras.

 

Como a comida afeta nosso cérebro?

O nosso cérebro, no que diz respeito à sua composição, é formado majoritariamente por lipídios, mas também contém proteínas, aminoácidos, micronutrientes e glicose, e cada um desses componentes tem um impacto no nosso funcionamento e humor. Por exemplo: o sono que bate depois do almoço – ou a falta dele durante a noite – pode estar relacionado ao que comemos ou deixamos de comer, fazendo efeito no nosso cérebro.

É importante ter uma dieta variada e balanceada para manter nosso ânimo balanceado também, sem que ele vá de um extremo ao outro.

Para se ter uma ideia, o nosso cérebro constitui apenas 2% do peso do nosso corpo, mas utiliza 20% dos nossos recursos energéticos. E a maior parte dessa energia vem da glicose – ou açúcar –, que é formada a partir dos carboidratos.

Portanto, para manter uma boa capacidade cerebral, é fundamental que optemos por uma dieta variada de alimentos ricos em nutrientes.

 

O que causa a perda de memória e falta de concentração?

Cada vez mais, vemos que aspectos da vida moderna como o acúmulo de estresse, avanço da idade ou uma rotina com alimentação desregulada, podem interferir drasticamente no funcionamento do nosso organismo. Percebemos esses danos em situações como quando esquecemos de onde guardamos as chaves e outras coisinhas pequenas como essa, que aos poucos vão atrapalhando nosso dia-a-dia.

O grande problema disso é que, se não estivermos atentos, esses pequenos esquecimentos acumulados podem sinalizar problemas maiores – como o Alzheimer, que é uma doença neurodegenerativa diretamente relacionada à memória. Por isso, precisamos estar atentos aos sinais que o nosso corpo nos dá!

 

A alimentação saudável para a memória

Mesmo que a perda de memória não seja algo recorrente para você, sempre é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo? E sabemos que existem formas de fazer com que nosso cérebro – e, mais especificamente, nossos neurônios – se conservem e mantenham a nossa memória e concentração saudáveis por mais tempo. A alimentação está intimamente ligada a isso; portanto, confira alguns alimentos que você precisa começar a incluir na sua dieta para turbinar seu cérebro!

Alimentos ricos em ferro

Carne vermelha, espinafre e feijão, por exemplo, são alimentos ricos em ferro E esse nutriente ajuda na oxigenação do sangue no cérebro, além de atuar também na parte física do nosso organismo, o que vai manter todo o seu corpo com energia e em sintonia. Além disso, pessoas com anemia tendem a apresentar sintomas como dificuldade de concentração.

Carboidratos

O pãozinho do seu lanche e do café da manhã é um alimento rico em carboidratos e bom para cérebro! Assim como massas, bolos, batata-doce e as frutas. Os carboidratos estão relacionados com a liberação de glicose no organismo, e o cérebro usa esse açúcar dos carboidratos como combustível, o que traz mais energia e ajuda na memória.

Café

O seu cafezinho (com ou sem leite) também ajuda a memória! Mais especificamente, a cafeína, que quando consumida de forma adequada, ajuda a dar energia e combater a fadiga; enquanto o leite libera um aminoácido essencial chamado triptofano, que ajuda a melhorar as nossas capacidades cognitivas. Vale lembrar que o chá preto também tem uma boa quantidade de cafeína.

Alimentos ricos em vitamina B12

Alimentos ricos em vitamina B12, como é o caso do ovo, peixes e nozes comprovaram-se muito benéficos para diversos aspectos da nossa saúde, incluindo a memória.

Vegetais de folha escura

As verduras também se destacam aqui, principalmente as de folhas escuras. De acordo com alguns estudos, a deficiência de vitamina k, principalmente nos idosos, implica em problemas de memória e concentração; e as folhas verdes, ricas nessa vitamina, são um auxílio contra esse problema. Só para citar algumas, há o brócolis, espinafre, rúcula, escarola e muitos outros. Aproveite que o tomate também ajuda com a memória devido aos antioxidantes presentes nele, e faça uma salada bem completa!

Uva

Para finalizar a refeição, uma bebida sempre é bem-vinda – e a uva vem para agregar, com compostos ricos em antioxidantes e anti-inflamatórios que protegem o nosso cérebro do envelhecimento. Mas, lembre-se: estamos falando de sucos de uva e outras frutas vermelhas, 100% integrais! Tenha em mente que quanto mais natural, melhor!

 

Fontes:

https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/alimentos-turbinam-o-cerebro/

https://www.neurologiaintegrada.com.br/quais-alimentos-ajudam-a-melhorar-nossa-memoria/

https://www.ted.com/talks/mia_nacamulli_how_the_food_you_eat_affects_your_brain/transcript?language=pt-br#t-277358

https://www.health.harvard.edu/healthbeat/foods-linked-to-better-brainpower

https://www.scielo.br/j/rpp/a/7dv8zMsPG6hwvQwQjfsYsTF/?lang=pt

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas