Créditos: gettyimages
Legenda: Chega de sofrer buscando alternativas para problemas que estão fora do nosso controle.

Nem sempre é possível usar o micro-ondas para esquentar a marmita no trabalho, seja pela fila, pelos vários cheiros de comida ou simplesmente porque o local não tem estrutura. Comer fora ou pedir delivery podem não ser opções para todos os dias.

Nesses casos, uma alternativa é preparar pratos que não precisam ser aquecidos para comer. Claro que salada é a primeira ideia que vem à mente, mas dá para aumentar seu repertório culinário, garantir o almoço e não sofrer por não ter onde aquecer a marmita.

LEIA TAMBÉM

Refeição árabe

Alguns dos pratos mais famosos da culinária árabe são consumidos frios. Além disso, existem opções nutritivas, saborosas e fáceis de fazer. Pode ter certeza que seu prato levinho e temático vai despertar água na boca de muita gente. Para fazer bonito, as sugestões são: quibe cru, falafel, hommus, babaganush, coalhada seca, cuscuz marroquino, pão árabe, tabule e fatuche.

Uma dica de combinação saudável é quibe cru, coalhada seca, pão sírio e salada fatuche. Ou então você pode levar uma combinação de pastas (babaganush, hommus e coalhada seca), falafel e cuscuz marroquino.

Para armazenar e transportar, prefira potes com várias divisões ou separe em mais de um. Como são ingredientes pastosos, o ideal é que só sejam misturados na hora de comer. Utilize potes que vedam bem para não derramar e, se possível, coloque os potinhos dentro de uma sacolinha térmica.

Salada turbinada

É possível criar marmitas frias muito saborosos com verduras, carnes e massas. Essa combinação de sabores e nutrientes é uma forma prática de montar um prato equilibrado sem muito esforço.

Crie uma base para a salada com folhas (alface, agrião, rúcula ou couve, por exemplo), acrescente vegetais e aproveite para fazer um saladão com o que você mais gosta. Vale incluir ingredientes como cenouras, batatas, beterraba, tomate, berinjela, pimentão, rabanete, couve-flor e cebola.

Escolha uma proteína para acompanhar, tanto animal quanto vegetal. Ovos, atum em conserva, frango cozido desfiado, peito de peru, cogumelos, feijões, grão-de-bico e o que mais você conseguir lembrar! As versões moídas e desfiadas de carnes são mais fáceis de comer na salada.

Sabe a tradicional salada de macarrão? Pode aproveitar a massa do jantar de hoje para preparar essa marmita de amanhã, contanto que a maior parte da receita seja composta de folhas e vegetais. Procure usar versões integrais da massa, pois aumentam a saciedade e oferecem fibras ao organismo.

Se você quer variar a receita básica, experimente uma salada de grãos variados, como lentilha, ervilhas e feijões (branco e vermelho são ótimas opções). Abuse das ervas para temperar e incremente com pimentão, cebola ou quinoa.

Para dar o tchã na salada acrescente pequenas quantidades de torradas, cereais, sementes, frutas ou castanhas. Não esqueça do molho, viu? Qualquer coisa vale, desde o clássico azeite e sal até molho de mostarda e mel. Esse é o segredo para uma salada deliciosa.

Na hora de transportar a salada, é possível colocar todos os ingredientes em um pote com tampa. Para que os ingredientes não se misturem, o ideal é colocar os grãos por baixo, seguido dos legumes, verduras e por último as folhas. Leve o molho ou os temperos separados da salada, para não deixar a sua salada molenga. A ordem dos fatores aqui é importante para manter as folhas frescas e crocantes! Na hora de comer, é só retirar os ingredientes do pote e misturá-los.

No caso da salada de macarrão, coloque a proteína por baixo, os legumes, no meio e o macarrão por cima. Essa é uma maneira de evitar que ele fique amolecido no pote. Outra dica bem interessante é preparar sua salada direto em um pote grande, como aqueles de palmito. Seguindo a ordem para não murchar as folhas, nem precisa levar mais potes!

Créditos: gettyimages
Legenda: Tortas são boas opções, porque podem ser consumidas tanto frias quanto quentes.

A vez das tortas

As tortas também ajudam a deixar as marmitas mais interessante e podem ser consumidas frias sem o menor problema. Você pode fazer versões integrais de legumes com queijo, milho e ervilha. Outros clássicos muito apreciados são as tortas de frango, atum, palmito e até salsicha. Você pode levar uma salada mais simples e um pedaço de torta para a sua refeição fora de casa. Para transportar, coloque cada um em um potinho separado.

Sanduíches e wraps

Se você é do time que gosta de um lanche saboroso, prático e fácil no almoço, então é ainda mais fácil! O pão de forma é uma opção para ter sempre em casa, já que se transforma em diversos lanches frios: rolinho com patê de atum, sanduíche rolinho com frios, o clássico club sandwich e um vegetariano com ricota, tomate-seco e agrião.

Já ouviu falar dos wraps? São lanches feitos com pão folha e que combinam com muitos ingredientes diferentes. Tem opção vegetariana, para reaproveitar a carne que já tem na geladeira e com o clássico atum.

Para deixar o lanche mais interessante, experimente usar outros tipos de pães, como o pão sírio, as baguetes e a ciabatta. As opções são tantas que dá para levar o lanche no pote, no mesmo estilo das saladas.

Viu só? Não é preciso reinventar o almoço no trabalho que não tem onde esquentar sua marmita. O melhor de tudo é que dá para combinar com os amigos e cada um leva uma parte da refeição!

Assine a nossa Newsletter

A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado.

Digite um e-mail válido.