Créditos: gettyimages
Legenda: Seria o fim do delicioso pãozinho nosso de cada dia?

Se você já ouviu falar das dietas com restrição de carboidratos, como a low carb, sabe que a fama desse grupo alimentar não é das melhores. Com promessas milagrosas de emagrecimento, acabamos tirando do cardápio uma das principais fontes de energia do organismo. A verdade é que não existe alimento "ruim", mas o exagero sempre traz alguma consequência – nem sempre positiva.

Em geral, tudo que entra a mais do que o necessário é armazenado, pois o corpo não desperdiça nutrientes. Por isso, quando há uma ingestão excessiva de carboidratos (e outros nutrientes) é normal engordar.

Engana-se quem acha que dietas restritivas sejam a solução: passar muito tempo sem consumir esse grande grupo alimentar leva ao aumento de gordura no corpo, perda de massa muscular e atrapalha a saúde e funcionamento intestinal, já que também se consome menos fibras. Além de tudo, vão faltar nutrientes importantes para o corpo e isso gera mais estresse, mau humor e cansaço. Pode até ser uma estratégia de emagrecimento rápido, porém, a longo prazo é insustentável.

LEIA TAMBÉM

Todo carboidrato é ruim?

Créditos: gettyimages
Legenda: O segredo é o equilíbrio; excluir carboidratos pode ter mais prejuízo do que benefício.

A recomendação de Lara Natacci, Nutricionista, mestre e doutora pela Faculdade de Medicina da USP, diretora clínica da Dietnet Nutrição Saúde e Bem Estar, é que cerca de 50% das calorias ingeridas num dia venham dos carboidratos. Carboidratos refinadossão essenciais para a saúde, já que fornecem energia para o corpo cumprir todas as funções diárias.

  • Açúcar
  • Arroz branco;
  • Pão francês;
  • Macarrão;
  • Chocolate;
  • Mel.

Créditos: gettyimages
Legenda: A proporção do prato é importante para garantir uma alimentação equilibrada.

Ao pensar que um prato equilibrado conta com 1/4 dele composto por carboidratos, não podemos excluí-los completamente e nem preencher somente com os simples. É quando entram em cena os carboidratos integrais. Além da fonte energética, são ricos em fibras e, por isso, garantem maior saciedade e demoram para ser absorvidos pelo organismo.

  • Arroz integral;
  • Aveia;
  • Quinoa;
  • Pães integrais;
  • Sementes.

"A ingestão de carboidratos é importante. Não existe alimento ruim, mas existem alimentos ricos em carboidratos e que são acompanhados de outros nutrientes que não são refinados e trazem também fibras, vitaminas e minerais, fornecendo mais nutrientes que o carboidrato refinado", afirma a nutricionista. O único que pode levar ao aumento de peso não é o carboidrato em si, mas o consumo excessivo e pobre em nutrientes em uma alimentação desequilibrada e hábitos de vida que não são lá muito saudáveis.

Assine a nossa Newsletter

A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado.

Digite um e-mail válido.