Créditos: gettyimages
Legenda: Dá para montar um lanche delicioso e equilibrado para as crianças.

O segredo para um lanche feliz na escola é montar aquela lancheira que brilha os olhos. Com opções variadas, coloridas e até divertidas, as crianças vão adorar a hora do lanche e os pais ficam mais tranquilos com as lancheiras que voltam vazias.

Se você acha difícil atender todas as necessidades nutricionais das crianças nas refeições fora de casa, veja dicas de como fazer combinações que os pequenos vão adorar.

LEIA TAMBÉM

Como montar uma lancheira

Uma lancheira saudável é aquela que tem uma combinação de alimentos variados e nutritivos em quantidades equilibradas. Não esqueça de sempre incluir água, mesmo que tenha outras bebidas.

Energia para as brincadeiras

O intuito é fornecer energia e pode ser composto por pães, cereais matinais e chips de batata-doce.

Vitaminas de A a Z

Tanto para incentivar o consumo quanto para garantir as vitaminas e minerais, as frutas e legumes devem fazer parte da lancheira. Tomatinhos, cenourinhas, maçã e banana são ótimas opções para ter sempre à mão. Uma dica é variar na escolha do ingrediente, respeitando as preferências da criança e experimentando novos formatos. Um dia pode ser palitinhos de pepino, no outro uma carambola que já tem o desenho de estrela. Porções já cortadas facilitam o consumo rápido, viu? E ainda sobra tempo para brincar!

Para crescer bem forte

As proteínas são importantes para contribuir com o desenvolvimento infantil. O leite e seus derivados (iogurtes e queijos) são opções práticas e bastante versáteis. Dá para fazer muitas combinações e variar os sabores dos iogurtes, por exemplo. Só fique de olho se a lancheira é térmica ou se tem lugar na escola para armazenar o que precisa de geladeira. Além dos laticínios, faça um sanduíche diferente: tem wrap de frango com repolho roxo, rolinho com patê de atum, torta de batata-doce com frango e panquequinha com queijo e tomate.

Para matar a sede

A hidratação é fundamental o dia todo e em todas as refeições! Dá para incrementar a lancheira incluindo sucos de frutas, chás, água de coco ou bebidas lácteas – mas a água é essencial.

Docinhos na medida

As crianças podem consumir todos os tipos de alimentos, mas é fundamental que haja moderação nas quantidades. Se ela quiser comer chocolate, ofereça um bombom em vez de uma barra inteira.

Com equilíbrio, é possível incluir os mais diversos alimentos na lancheira das crianças. Essa variedade é importante para aumentar o repertório e diminuir as chances de os pequenos enjoarem das comidas.

Créditos: gettyimages
Legenda: Alterne as ofertas dos alimentos e preparos para instigar o interesse dos pequenos.

O tamanho da fome

Em relação à quantidade de comida, o lanche deve levar em conta a idade e as necessidades de cada criança. Essas refeições intermediárias são menores e, com um item de cada grupo, a lancheira fica equilibrada e saudável. "Além disso, cada criança possui uma necessidade diferente, então é preciso ouvi-la para entender a quantidade que deve ser colocada", ensina Mariana Botelho, nutricionista.

O jeito é verificar a lancheira todos os dias, entender se volta vazia, se a criança sente fome ou se tem algum item que não está muito interessante. Evite a repetição, já que isso pode fazer com que elas não queiram comer o lanchinho ou cansem de certos alimentos. Dá para planejar o cardápio das lancheiras junto com as refeições de casa e, com alguns alimentos curingas, montar opções diferentes todos os dias.

Assine a nossa Newsletter

A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado.

Digite um e-mail válido.