Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Vegetais ricos em proteína para incrementar sua rotina alimentar

Legenda: 
Vegetais ricos em proteína

Quem disse que só dá pra consumir proteína através das em carnes? Quem não quer consumir alimentos de origem animal pode se valer de excelentes vegetais ricos em proteína, bem saudáveis, nutritivos e gostosos – porque não dá para abrir mão do sabor em nenhuma ocasião! Que Bem que Faz te ajuda, apontando quais são esses vegetais proteicos que você pode comer tranquilamente, sabendo que irá suprir todas as necessidades do seu corpo.

A proteína ajuda seu corpo em uma série de funções importantes e também a manter a massa muscular – por isso mesmo, não dá para deixá-la de lado. Se você não come carne ou quer reduzir a quantidade, não se preocupe: há muitos vegetais ricos em proteína disponíveis o ano todo. Experimente essas opções, para garantir uma grande variedade em sua alimentação. Você pode degustar cada um deles sozinho, como acompanhamento ou dentro de diferentes receitas.

Ah, antes de qualquer coisa, não custa lembrar: todas essas sugestões aqui são um guia para você se nortear e começar a ter uma ideia, mas sempre que for mudar substancialmente sua rotina alimentar, procure um profissional na área. Todos os alimentos proteicos que iremos sugerir aqui são bem saudáveis, sem dúvida, mas só um nutricionista ou profissional especializado na área vai poder fazer uma análise completa de tudo o que seu organismo necessita!

 

Certo, mas quais são esses vegetais ricos em proteína?

Alguns dos alimentos ricos em proteínas de origem vegetal são soja, grão de bico, feijão, proteína texturizada da soja, ervilha, semente de abóbora, tofu, sementes em geral, iogurtes vegetais, leites vegetais, arroz, dentre outros. A seguir, te apresentamos uma lista de alguns bem nutritivos – e também receitas com base neles! Vamos nessa?

Feijão

Peça central da alimentação de milhões de brasileiros, o feijão é o queridinho no quesito proteína, já que é um grão facilmente encontrado em qualquer supermercado e muito popular. De acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), 100g de feijão carioca cozido contém 4,8g de proteínas, o que equivale a 6% dos valores de ingestão diária recomendada.

Quem quiser incrementar o sabor do feijão do dia a dia e de quebra a ingestão de proteínas, pode preparar um delicioso Feijão no Capricho. Outras opções de receitas com esse vegetal rico em proteínas são:

Lentilhas

Na real, a lentilha não é tecnicamente um vegetal – trata-se de uma semente encontrada na família das leguminosas. No entanto, ela definitivamente não é de origem animal, né? É uma proteína vegetariana barata e facilmente disponível no mercado, além de integrar diversas receitas saborosas. Como a supercompleta Salada de Cevadinha com Lentilha, Abobrinha Grelhada e Pesto de Agrião. Outras sugestões de receitas com lentilhas para todas as ocasiões são:

Ervilhas

A ervilha pode até não parecer muito apetitosa para alguns quando vista de maneira isolada, mas ela é versátil e se encaixa em uma série de ótimas receitas. Além, claro, de ser um vegetal rico em proteínas. Uma xícara de chá de ervilhas pode conter até 13g de proteínas, um ótimo vegetal rico nesse nutriente! Uma receita simples e gostosa para é o Creme de Ervilhas e Alho-poró. Outras opções são:

Pistache

A tarefa chatinha de descascar pistache logo é recompensada, pois essa oleaginosa é rica em proteínas – e é bem saborosa! Pode ir em receitas de assados e em saladas. Tem até sorvete de pistache! E tem também receitas mais fit, como o Pêssego Quentinho com Pistache e Nesfit. Outras opções de dar água na boca são:

Chia

Essas minúsculas sementes pretas se tornaram presença quase certa quando o assunto é alimentação saudável, especialmente pela grande concentração de proteínas em sua constituição. Também é rica em fibras, ácidos graxos ômega-3 e outros nutrientes. A chia é extremamente versátil e pode ser adicionada a praticamente qualquer prato. Algumas receitas que usam esse vegetal rico em proteínas são:

Viu como existem muitas fontes de proteína além das carnes? Para mais dicas de saúde e alimentação como essas, é só explorar Que Bem que Faz. Também temos uma lista de vegetais ricos em fibras e muito mais conteúdo saudável.


Perguntas frequentes

  • Por que comer proteínas?

    Seu corpo precisa de proteínas para o crescimento e manutenção dos tecidos, já que eles estão em constante renovação. Músculos são alguns dos principais beneficiados pela ingestão adequada de proteínas, mas elas servem também para estabelecer uma boa comunicação entre as diversas partes do corpo – assim, seu cérebro saberá o que cada uma delas precisa para continuar funcionando corretamente.

  • O que a deficiência de proteína pode ocasionar no organismo?

    Uma alimentação pobre em proteínas pode causar diversos problemas no nosso corpo. Alguns sintomas podem ser fraqueza excessiva, perda de cabelo, atrofia (diminuição anormal) dos músculos, retenção de líquidos, inchaços e o enfraquecimento das defesas do corpo, além de problemas ósseos a longo prazo, especialmente na terceira idade.

  • E ingerir proteína em excesso, também é um problema?

    Comer alimentos ricos em proteínas em excesso pode aumentar a predisposição a doenças cardíacas, inflamação do intestino e do corpo, causar disbiose intestinal (as bactérias boas ficam em menor quantidade quando há excesso de proteína), indigestão, flatulência, dentre outros sintomas. O consumo de carnes vermelhas também tem ligação com casos de câncer de colón.

  • Quais são os vegetais ricos em proteínas?

    As principais fontes de origem vegetal são soja, grão-de-bico, feijões, lentilha, ervilha, proteína texturizada da soja, tofu, semente de abóbora, sementes em geral, iogurtes vegetais, leites vegetais, proteínas em pó da ervilhas/soja/arroz, dentre outras.

  • Referências https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-alimentar-melhor/sou-vegetariano-como-fica-minha-ingestao-de-proteina https://www.healthline.com/nutrition/protein-for-vegans-vegetarians http://tabnut.dis.epm.br/alimento/16086/ervilha-seca-semente-madura-cozido-sem-sal

     
Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas