Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Benefícios do tomate

Benefícios do tomate: por que incluí-lo em sua dieta

Compartilhar
Legenda: 
Benefícios do tomate
Atualizado em  novembro 2023

Mesmo que seja mais comum encontrá-lo em pratos salgados, o tomate é tecnicamente um fruto, da família das beladonas, nativa aqui da América do Sul. O uso mais comum na nossa culinária é similar ao dos vegetais, compondo saladas e outros pratos, e seus benefícios são inúmeros. Por exemplo: é rico em licopeno, um importante antioxidante associado a muitos benefícios à saúde, incluindo a redução do risco de doenças cardíacas e câncer.

Há diversos tipos de tomates e a forma como o fruto é usado pode influenciar na presença de nutrientes em seu prato. Para entender todas essas possibilidades, o Que bem que faz preparou um artigo bem completo, para deixar claro quais são os benefícios do tomate; e ainda oferece uma lista de receitas deliciosas que vão lhe ajudar a incluir este fruto no seu cotidiano.

Quais são os tipos de tomate?

Existem inúmeras variedades de tomate, muitas delas híbridas. Todos os tomates são frutos da planta Solanum lycopersicum, embora sejam normalmente referidos e usados como vegetais na culinária. Os tomates têm um sabor fresco e suave; e geralmente são vermelhos, embora também possam ser encontrados em cores como amarelo, laranja e roxo.

A seguir, alguns dos tipos mais comuns nas prateleiras brasileiras:

Tomate caqui: A casca é vermelha intensa e sua vida útil na prateleira é relativamente longa. Eles são grandes, suculentos e firmes o suficiente para serem cortados em fatias bem finas. São o tipo mais comum de tomate, usados em saladas e nos sanduíches. Eles também têm um sabor suave, sendo uma ótima opção para conservas e molhos.

Tomate cereja: Essa variedade de tomates são bem menores que o tomate caqui. Redondos e suculentos, possuem baixa quantidade de calorias e podem ser adaptados a diversos pratos, perfeitos para incluir em saladas ou comer em lanches. Podem servir para fazer espetinhos também.

Tomate uva: Tomates de tamanho extremamente reduzido (aproximadamente metade do tomate cereja) e de sabor diferenciado. Apresentam crescimento em cachos, muito semelhante aos da uva. Têm o tamanho ideal para serem consumidos inteiros em saladas ou como tira-gosto.

Tomates “nos cachos”: bastante suculentos, eles são vendidos ainda presos aos ramos, exalando um forte aroma. Ideal para perfumar receitas que levam tomate. Duram bastante nas prateleiras.

Tomates selvagens: Também conhecidos como tomates de herança ou heirloom tomatoes, eles variam bastante de tamanho e cor, indo desde um amarelo pálido até preto, roxo, cor-de-rosa, laranja e branco. Antes, eram cultivados apenas de maneira ornamental e com o propósito de preservar material genético, mas hoje em dia é consumido e muito apreciado pela gastronomia de alto padrão, trazendo uma aparência diferente para os pratos.

Tomates verdes: separados em dois tipos, os mais raros sendo aqueles que permanecem verdes mesmo que totalmente maduros – já que o mais comum é encontrar os frutos vermelhos que ainda estão imaturos. Há receitas que usam essa versão não amadurecida, a exemplo do tomate verde frito, fatiado e polvilhado com farinha de milho, um prato típico do sudeste dos Estados Unidos. Têm como principal característica, além da cor, o sabor com personalidade, geralmente picantes e levemente azedos. Um porém é a presença de altos níveis de alcalóides, o que os torna mais difíceis de digerir. Eles podem causar problemas gastrointestinais em algumas pessoas, por isso não devem ser comidos crus.

Benefícios do tomate: nutrientes

Por ser um fruto muito suculento, cerca de 95% de sua composição é de água. Os 5% restantes se dividem entre carboidratos e fibras. Açúcares simples, como glicose e frutose, compõem quase 70% do teor de carboidratos. O tomate é uma boa fonte de fibras, já que um tomate de tamanho médio pode fornecer cerca de 1,5 gramas de fibras, sendo a maioria delas insolúvel, na forma de hemicelulose, celulose e lignina.

O tomate também é repleto de vitaminas e minerais importantes para nosso organismo. A vitamina C, com características antioxidantes, está bem presente aqui: de acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), 50g de tomate contém cerca de 24% da quantidade diária de consumo recomendado da vitamina.

Há também a presença da vitamina K – conhecida como filoquinona –, importante para a coagulação do sangue e a saúde dos ossos. Outro nutriente presente no tomate é o potássio, que ajuda nosso corpo a controlar a pressão arterial e prevenir doenças cardíacas. Já o folato (vitamina B9), também presente no fruto, é fundamental para o crescimento normal dos tecidos e da função celular, sendo particularmente importante para mulheres grávidas.

O tomate ainda é rico em:

Licopeno: Responsável por dar a coloração vermelha ao fruto, o licopeno tem características antioxidantes e pode ser encontrado em maior concentração nos tomates frescos e inteiros, consumidos in natura.

Beta-caroteno: Outro antioxidante importante, encontrado principalmente nos alimentos com tonalidade amarela ou laranja. Os tomates mais amarelados tendem a ter mais deste nutriente, que é convertido pelo corpo em vitamina A, beneficiando a pele e a visão.

Naringenina: Encontrado na pele do tomate, esse polifenol da classe dos flavonóides demonstrou diminuir inflamações e proteger nosso corpo de diversas doenças, como as cardiovasculares.

Ácido clorogênico: Este poderoso composto antioxidante pode ajudar na redução da pressão arterial em pessoas com doenças como a hipertensão.

Benefícios do tomate

A gente já deu uma pista dos benefícios do tomate para a nossa saúde, mas é sempre bom deixar bem claro tudo o que este fruto pode oferecer para a gente – afinal, além de saboroso, ele é muito nutritivo e saudável!

Coração forte

Doenças cardíacas – incluindo ataques cardíacos e derrames – são a causa mais comum de morte no mundo. Baixos níveis de licopeno e betacaroteno no sangue foram associados ao aumento do risco de ataques cardíacos e derrames, portanto, o consumo de tomate é bastante incentivado.

O licopeno pode ajudar a diminuir o colesterol LDL (ruim) e produtos derivados do tomate podem ajudar a combater inflamações e processos oxidativos das nossas células, que causam o envelhecimento. Os nutrientes presentes no tomate também funcionam como uma proteção na camada interna dos vasos sanguíneos e podem diminuir o risco de coagulação do sangue

Prevenção do câncer

O câncer é o crescimento descontrolado de células anormais que se espalham além de seus limites normais, muitas vezes invadindo outras partes do corpo. O consumo frequente de tomate e seus derivados pode reduzir a incidência de câncer de próstata, pulmão e estômago. Um estudo em mulheres mostra que altas concentrações de carotenóides – encontradas em grandes quantidades em tomates – podem proteger contra o câncer de mama.

Saúde da pele

Os tomates são considerados benéficos para a saúde da pele. Alimentos à base de tomates – ricos em licopeno – e outros compostos vegetais podem proteger contra queimaduras solares. Além disso, os tomates mais amarelados podem conter uma quantidade satisfatória de betacaroteno, que são convertidas pelo corpo em vitamina A.

Receitas com tomate

Quer uma ajuda para incluir o tomate na sua rotina alimentar? Encontrou o lugar certo! A seguir, deliciosas receitas que vão te ajudar a desfrutar de todos os benefícios do tomate:

1. Nhoque ao Molho de Tomate Ingredientes

Molho

Massa

Modo de preparo

Molho

1. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue a cebola e os tomates. Adicione a polpa de tomate, a água, o açúcar e o sal.
2. Cozinhe por cerca de 10 minutos. Reserve.

Massa

3. Em uma panela, cozinhe as batatas em meio litro de água , por cerca de 15 minutos ou até ficarem macias.
4. Amasse-as com um garfo e passe-as por uma peneira ou espremedor.
5. Em um recipiente, coloque as batatas amassadas, a manteiga, o queijo parmesão, o MAGGI Tempero e Sabor, o sal e o ovo.
6. Misture bem a cada adição e vá adicionando a farinha até obter consistência de enrolar (trabalhe sempre sobre superfície polvilhada com farinha de trigo).
7. Enrole e corte como nhoques.
8. Cozinhe-os em água fervente e retire-os 5 minutos depois que subirem à superfície. Sirva com o molho reservado.

2. Aperitivo de Tomate Assado

3. Sofioli de Shimeji ao Molho de Tomates

4. Torta Invertida de Tomates

5. Gazpacho

6. Quiche de Tomates com Manjericão

7. Cozido de Pirarucu com Pirão Crocante de Castanha

8. Tomate Recheado

9. Nhoque de Batata-doce e Molico Vegetal com Molho de Tomate 10. Farofa de Tomate e Milho Verde 11. Saladinha de Grãos com Molho Fresco de Tomate e Pimentão 12. Meia-lua de Ricota e Tomate

Gostou dessas dicas? Pois então explore o conteúdo do Que Bem que Faz e encontre muitas outras dicas de alimentação, saúde e bem-estar.


Perguntas Frequentes

  • Quais são os principais tipos de tomate encontrados nos mercados brasileiros e quais são as suas características?

    O tipo mais comum é o tomate caqui, com casca avermelhada, tamanho longo e polpa suculenta, usados geralmente em sanduíches e saladas. O tomate cereja é uma versão pequena, muito usada em petiscos e lanches, e também como decoração. O tomate uva é menor ainda, sendo usado em aperitivos também. Alguns supermercados agora estão vendendo tomates “nos cachos”, que ainda vêm com parte dos galhos da tomateira, bastante suculentos e que duram bastante. Os tomates verdes são menos usados por conta da presença de substâncias que dificultam a digestão, mas também são ingredientes de receitas como tomates verdes fritos. Por fim, há os tomates selvagens, em várias cores, indo desde um amarelo pálido até preto, roxo, cor-de-rosa, laranja e branco, geralmente encontrados em restaurantes de alta gastronomia.

  • Quais são os nutrientes encontrados no tomate e quais seus benefícios?

    O licopeno, substância que dá a cor avermelhada ao fruto, é um poderoso antioxidante, que traz benefícios diversos ao corpo, refreando o envelhecimento. O tomate também é uma boa fonte de fibras, vitamina C (50g de tomate podem fornecer cerca de 24% da quantidade diária de consumo recomendado de vitamina C), vitamina K e folato (vitamina B9) – este último fundamental para o crescimento normal dos tecidos e da função celular, sendo particularmente importante para mulheres grávidas.

  • Quais são os benefícios do tomate para nossa saúde?

    As chances de ter ataques cardíacos e derrames podem ser reduzidas com o consumo de alimentos ricos em licopeno, como o tomate. Este antioxidante também pode reduzir o colesterol LDL (ruim) e produtos derivados do tomate podem ajudar a combater inflamações e processos oxidativos das nossas células, que causam o envelhecimento. O consumo frequente de tomate e seus derivados também ajuda a reduzir a incidência de câncer de próstata, pulmão e estômago. A saúde da pele também é beneficiada pelo consumo de tomates, pois o licopeno pode proteger contra queimaduras solares. Além disso, os tomates mais amarelados podem conter uma quantidade satisfatória de betacaroteno, que é convertido pelo corpo em vitamina A.

     

    Referências

    https://www.healthline.com/nutrition/types-of-tomatoes https://www.healthline.com/nutrition/foods/tomatoes#benefits https://www.healthline.com/nutrition/tomato-juice https://www.cepea.esalq.usp.br/hfbrasil/edicoes/58/mat_capa.pdf https://www.healthline.com/health/food-nutrition/are-tomatoes-good-for-you

O QbemQfaz é um portal de conteúdos sobre saúde, nutrição, bem-estar e alimentação saudável da Nestlé. Os conteúdos desse site têm caráter informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamento médico, nutricional e de outros profissionais de saúde.