Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Os benefícios do trigo e seus produtos: como a farinha e o farelo de trigo podem nos ajudar

Legenda: 
Benefícios do trigo

Pão, massas, bolos e doces, esses são alguns dos produtos que são feitos com trigo e estão super presentes no nosso dia a dia. A forma in natura do trigo não é frequentemente usada, geralmente consumimos em forma de farinha ou farelo para fazer as receitas.

Muitas vezes, o trigo é visto como um vilão por ter sua proteína mais característica - o glúten. Mas será que ele é mesmo ruim para o nosso organismo como dizem? Para responder tudo o que você precisa saber sobre este cereal, neste artigo vamos explicar os benefícios do trigo e como ele pode nos ajudar.

 

Sobre o trigo

O trigo é uma gramínea que cresce desde regiões da África até uma porção asiática do Médio Oriente. A cor, tamanho e forma do grão mudam, o que faz com que as propriedades também mudem.

Os produtos do grão de trigo são:

Apesar de existirem diversos benefícios do trigo, frequentemente a farinha é enriquecida com vitaminas e minerais. Esses produtos enriquecidos podem ser mais úteis para nós, porque assim conseguimos consumir produtos que nos ajudem a alcançar nossas metas diárias de consumo de nutrientes.

Existem ainda três tipos de trigo, cada um com sua utilidade na cozinha:

O trigo contém uma proteína elástica chamada glúten. O glúten é responsável por dar elasticidade e viscosidade para as massas, fazendo com que ela fique fofinha, altinha e forma o miolo.

A farinha de trigo ainda pode ser dividida entre amido e glúten, fazendo com que os dois tenham funções diferentes quando usados isoladamente:

Amido: pode ser usado como adoçante, ou ainda como adesivos e embalagens biodegradáveis.

Glúten: essa proteína pode ser usada como um aditivo (para melhorar a qualidade dos pães) e como um fortificante de alimentos (cereais matinais e ração).

Alguns cuidados

Importante dizer que algumas pessoas precisam tomar mais cuidado com o consumo do trigo e seus derivados. Isso porque, há aqueles que têm doença celíaca, alergia ou intolerância ao glúten. Se você desconfia que tem alguma dessas condições, visite seu médico e tire suas dúvidas.

Apesar de parecer tudo a mesma coisa, esses três são diferentes. A intolerância ao glúten pode ser desenvolvida com o consumo excessivo da proteína, podendo deixar de existir ao comer menos produtos que tenham glúten.

Já a alergia ao glúten e a doença celíaca são mais complicadas. Isso porque não são curadas exatamente, mas as pessoas com essas doenças podem sofrer menos ao ter uma dieta diferenciada.

 

Benefícios do trigo: rico em carboidratos

Os carboidratos são muito importantes para o nosso corpo. Muitas vezes ouvimos que eles engordam e não são bons, mas não é bem assim. Precisamos dos carboidratos para ter energia e para realizar diversas funções no nosso organismo, por isso não tente cortá-los da sua dieta.

Claro, comer carboidratos em excesso não faz bem para a saúde - como qualquer outro grupo -, então fique atento. Ele pode aumentar muito a quantidade de açúcar no sangue e pode trazer algumas consequências para quem tem diabetes. Então controle-se ao comer esse grupinho, hein?

A farinha de trigo é especialmente rica em carboidratos, já que é o amido dos grãos. Se quiser energia para as suas células, coma algum pãozinho feito com farinha, ou algo assim.

 

Benefícios do trigo: rico em fibras

Um dos benefícios do trigo é ser fonte de fibras, mais localizada na casca do grão. As fibras ajudam no nosso trânsito intestinal, ajudam a reduzir o colesterol e podem prevenir doenças gastrointestinais. Além disso, elas ajudam a manter a saciedade por mais tempo, ou seja, menos tempo com fome.

Se você quiser mais fibras, invista no farelo de trigo. As cascas dos grãos de trigo são ricos em fibras, além de vitaminas e minerais.

 

Benefícios do trigo: proteínas

Como dissemos, um dos benefícios do trigo é ter glúten (que é uma proteína). As proteínas são moléculas grandes formadas por aminoácidos. Elas fazem parte das nossas cartilagens, ossos, músculos, cabelos, unhas e pele, dando resistência e elasticidade para as nossas estruturas.

Claro, o glúten só não traz benefícios para as pessoas que devem evitar o seu consumo. Mas fora esses grupos, comer produtos com glúten de forma balanceada, sem exageros, é bom para o nosso corpo.

 

Benefícios do trigo: vitaminas e minerais

A farinha de trigo contém vitaminas e minerais. Um dos benefícios do trigo é ter quantidades boas de manganês, fósforo e a vitamina B9 - isso, claro, sem contar as farinhas fortificadas com outros nutrientes. O manganês e o fósforo são minerais que ajudam na formação de colágeno, ossos e dentes, além de oferecer energia para as nossas células.

A vitamina B9, por sua vez, atua melhorando nosso sistema nervoso, ajuda na saúde dos fetos, metabolismo de aminoácidos, além de prevenir doenças cardiovasculares e a anemia.

No Brasil, as farinhas de milho e de trigo são fortificadas com ácido fólico (vitamina B9) e ferro, por serem alimentos muito usados e ajudarem bastante na prevenção de doenças.

E aí? Vai manter o deixar de comer o seu pãozinho de manhã?

Se você gosta de artigos como esse de benefícios do trigo e demais alimentos, acompanhe o Que Bem que Faz. Garantimos que existem vários textos sobre saúde e alimentação interessantes.


Perguntas frequentes

  • Por que pão faz mal?

    Bom, se você não tem nenhuma alergia ou intolerância ao glúten, o pão branco tradicional não faz mal. Se você consumir o pão em quantidades equilibradas, ele pode ser um alimento muito bom para te dar energia e te deixar satisfeito por bastante tempo. Claro, ainda existem os pães sem glúten para quem não pode consumir essa proteína, que também ajudam bastante oferecendo energia.

  • A farinha de trigo pode fazer algum mal?

    Se você consumir uma quantidade muito grande de farinha de trigo, pode aumentar a quantidade de açúcar no sangue - e isso não é nada bom. Por isso, para ter os benefícios do trigo e não os malefícios, coma o trigo e seus derivados em quantidades equilibradas. Lembre-se, tudo em excesso faz mal!

Fontes:

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/tecnologia_de_alimentos/arvore/CONT000girlwnqt02wx5ok05vadr1qrnof0m.html https://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/10-A%CC%81cido-Fo%CC%81lico.pdf https://www.healthline.com/nutrition/foods/wheat#vitamins-and-minerals https://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/2017/03/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/tecnologia_de_alimentos/arvore/CONT000girlwnqt02wx5ok05vadr1qrnof0m.html

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas