Legenda: chá de erva doce

Impossível esquecer do cheirinho e do sabor adocicado dela. Uma das plantas mais usadas para fazer chás e originária do Mediterrâneo, a erva-doce aparece também em bolos, receitas de carnes e saladas. Tudo pode ser aproveitado dessa erva, desde a folha até as sementes. No entanto, o que nem todo mundo sabe é que o poder da erva-doce vai muito além daquele conforto e sensação de bem-estar causados no nosso corpo depois de tomar uma xícara de chá bem quentinha. Vem descobrir todos os benefícios com a gente! 

Por que faz bem tomar chá de erva-doce?

  1. Reduz gases
    Por ter uma substância conhecida como anetol, o chá de erva-doce é ideal para dar aquela aliviada, pois ajuda na digestão e é uma aliada para o bom funcionamento do intestino. Ele pode ajudar a digerir melhor alguns carboidratos, já que os gases atrapalham esse processo. Alívio duplo!
  2. Ajuda no equilíbrio hormonal
    Tanto na menopausa quanto na TPM, o efeito calmante da erva doce pode ajudar nos sintomas desses dois períodos presentes na vida da maioria das mulheres. Ao invés de fazer alguma piadinha sem graça, que tal oferecer um chá para melhorar o dia delas?
  3. Auxilia no controle da pressão arterial
    A erva-doce é rica em potássio, assim como a banana, uma substância que possui propriedades conhecidas como vasoprotetoras. Elas são responsáveis por regular o ritmo dos batimentos cardíacos e, por isso, auxiliam no controle da pressão arterial. Perfeita para a saúde do seu coração!
  4. Alivia o mau-hálito
    Por conta da sua ação no sistema digestivo, o chá de erva-doce é bom para a diminuição do mau-hálito quando suas causas são atribuídas a algum tipo de problema gastrointestinal. Outro fator que ajuda, nesse caso, são as propriedades antibactericidas da erva-doce.

Bebês podem tomar chá de erva-doce?

O indicado é que o bebê tome chá de erva-doce apenas a partir dos 6 meses de idade. A planta é ótima para aliviar cólicas e acalmar os pequenos nos períodos de dor. 

Erva-doce: o chá realmente emagrece?

Por ser diurético, o  chá de erva-doce serve para ajudar o seu organismo a não reter líquidos, o que pode, por sua vez, auxiliar no emagrecimento. Mas não se esqueça: uma alimentação saudável aliada a exercícios facilitará o processo que deve ser acompanhado por um médico ou nutricionista.

Como fazer chá de erva-doce

Vale lembrar que a erva-doce, assim como a camomila, é uma infusão, já que o chá dessas ervas, de origem mediterrânea,Vale lembrar que a erva-doce, assim como a camomila, é uma infusão não tem como origem a planta chinesa chamada Camellia sinensis.  Ainda assim, o preparo é o mesmo, não tem mistério:

  • Aqueça 240 ml de água filtrada até formar bolhas, sem ferver;
  • Acrescente 3 colheres (sopa) de erva-doce, mexa bem;
  • Tampe a xícara e deixe em infusão por 5 minutos;
  • Coe e sirva

Para variar o sabor,  já experimentou misturar a erva-doce com outros ingredientes? Aqui vão algumas dicas:

  • Limão: é só espremer metade de um limão depois que o chá estiver pronto e esperar uns 5 minutinhos.
  • Gengibre: Duas rodelas de gengibre acompanham a erva-doce na hora de despejar a água quente na xícara. Espere 3 a 5 minutos e sirva - com ou sem as rodelas.
  • Hortelã: Já pensou em fazer um chá de hortelã com as sementes secas da erva-doce? Essa combinação pode até aliviar dores de estômago.

Contra indicações do chá de erva-doce: quem não deve tomar 

Os benefícios do chá de erva-doce são muitos, mas há também algumas contra indicações.Alérgicos à cenoura e salsão: como a erva-doce é da família desses vegetais, as pessoas que possuem alergia à cenoura e/ou salsão devem evitar o consumo do chá. Grávidas: também devem evitar o uso devido às alterações hormonais que o chá pode causar.

Outras maneiras de adicionar erva-doce na sua rotina

As sementes secas da erva-doce são perfeitas para o chá, mas ela também dá um aroma especial ao bolo de fubá, aos pães e às broas. E você sabia que suas folhas ficam uma delícia na salada? Além do sabor mais adocicado, a receita ganha frescor e originalidade.  

O óleo essencial de erva-doce pode ser uma ótima escolha se você gosta de aromaterapia, mas é preciso saber usar adequadamente: nem todo óleo essencial pode ser usado diretamente na pele e as doses do óleo precisam ser bem contadas na hora de colocar em um aromatizador. Agora, se você é amante do mundo dos cosméticos, aposte em sabonetes e hidratantes com o aroma.

Perguntas Frequentes

Quais os benefícios do chá de erva-doce?
Essa planta é ótima para reduzir gases e cólicas, auxilia na melhora do hálito e ainda pode auxiliar no equilíbrio da sua pressão arterial.

Chá de erva-doce é indicado para bebês?
Sim, mas é preciso ter atenção: o consumo do chá deve acontecer após os 6 meses de idade para aliviar cólicas.

Chá de erva-doce emagrece?
Ele pode ajudar no processo de emagrecimento por conta da sua propriedade diurética. Porém, não deixe de consultar um médico para entender suas necessidades.

Quais as contra indicações do chá de erva-doce?
Alérgicos à cenoura e familiares - como o salsão e a artemísia - devem evitar o consumo, assim como as grávidas, por conta de possíveis alterações hormonais causadas pelo chá.

Pode tomar chá de erva-doce quente ou gelado? 
Especialistas lembram que o chá perde as propriedades quando está gelado – vira um refresco. Ele só funciona quando está quente. Gelado, o chá serve como alimento.

Como ativar as propriedades do chá de erva-doce?
Sempre infusionar as folhas frescas em água fervida, nunca fervê-las junto com a água.

 

 

Fontes:

https://www.healthline.com/health/fennel-tea#health-benefits

https://www.medicalnewstoday.com/articles/319651#7

https://www.healthline.com/nutrition/fennel-and-fennel-seed-benefits#710.-Other-potential-benefits

Assine a nossa Newsletter

A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado.

Digite um e-mail válido.