Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Mulher com camisa azul segurando uma fita métrica amarela enrolada

O que é desnutrição e como fazer para ficar longe dela

Compartilhar
Atualizado em  novembro 2023

A desnutrição vai ficar bem longe da nossa vida se tomarmos os cuidados corretos! Promover uma educação alimentar desde a infância, ensinando os pequenos a sempre se alimentarem de forma saudável, pode ser considerado o primeiro passo.

Mas, além dos bons hábitos alimentares, há outras formas de evitar o surgimento dos diversos tipos de desnutrição, que você aprenderá neste artigo.

Antes disso, é importante responder às dúvidas: O que é desnutrição? Quais os tipos de desnutrição? Quais as causas da desnutrição? Quais os sinais da desnutrição?

Confira todas as respostas a partir de agora!

 

O que é desnutrição?

A desnutrição é, em poucas palavras, uma deficiência de nutrientes importantes para manter o organismo funcionando de maneira adequada. Portanto, entre as causas da desnutrição estão o fato de o indivíduo não comer, ou manter no cardápio alimentos que não são saudáveis e não suprem as necessidades do corpo. Além disso, a desnutrição também pode acontecer pela má absorção dos nutrientes.

Diversos dos tipos de desnutrição são mais frequentes nas crianças, por elas serem consideradas mais frágeis – o que não quer dizer que pessoas de outras faixas etárias estejam imunes à deficiência nutricional. Idosos, mulheres grávidas e pacientes com doenças crônicas também entram na lista do grupo de risco.

 

Quais as causas da desnutrição?

São duas as causas da desnutrição, chamadas de primárias e secundárias, e a gente te explica cada uma delas para tirar as suas dúvidas!

Causas primárias da desnutrição

Sabe as pessoas que comem pouco ou comem mal – ou as duas coisas? Essas são as que mais se enquadram na causa primária da desnutrição. Para estes casos, é sim preciso aliar quantidade e qualidade – e quantidade com equilíbrio; nada de exageros, por favor! Precisamos de alimentos saudáveis no dia a dia, que possam fazer o organismo estar sempre alimentado de nutrientes importantes como vitaminas e minerais.

Causas secundárias da desnutrição

Algumas doenças fazem parte das causas secundárias da desnutrição. Portanto, se você tem alguma delas é importante redobrar os cuidados. Na lista estão o câncer, as intolerâncias e alergias alimentares, anorexia e verminoses; e, quem tem problemas com digestão e absorção de nutrientes, também precisa ficar atento para barrar a desnutrição secundária.

 

Causas da desnutrição e pobreza

As causas da desnutrição não param por aí. Tem outras razões para que ela aconteça e uma das mais evidentes é a questão socioeconômica: quanto menor a renda da família, maior será a chance de desnutrição entre seus integrantes, já que eles conseguirão se alimentar apenas do básico (o feijão com arroz e olha lá). Isso quer dizer que a quantidade e a qualidade não conseguirão andar juntas e a deficiência nutricional pode vir a ocorrer.

 

Amamentação: forte aliada da nutrição

A recomendação das autoridades em saúde sobre a amamentação não é à toa: um dos motivos principais para a defesa da amamentação até os 6 meses de idade (no mínimo) é garantir a boa nutrição dos bebês. O leite materno é um alimento completo em nutrientes, que mantém os pequenos saudáveis.

E são dois os fatores de risco de desnutrição no caso do desmame precoce. Um deles é que, geralmente, a alimentação ofertada às crianças acaba sendo insuficiente em termos nutricionais, especialmente se a família está inserida no quadro apresentado anteriormente: o da renda baixa.

O segundo fator da desnutrição, neste caso, é a questão da higiene: se for inadequada, pode levar ao aparecimento de infecções e diarréias. As doenças tiram o apetite das crianças e reduzem a ingestão de nutrientes.

 

Desnutrição: como reconhecer

Os sinais de desnutrição são os mais variados e é preciso estar atento a todos. Caso você identifique algum deles, especialmente nas crianças, procure o médico. Somente o especialista terá a capacidade de fechar o diagnóstico de desnutrição.

Para avaliar um quadro de desnutrição, o médico fará uma análise clínica através da observação do peso, altura e idade. Outra forma de dar um diagnóstico de desnutrição é por meio de exames laboratoriais, que responderão se há falta de nutrientes.

Sinais de desnutrição

 

Tratamento da desnutrição: o que fazer

Já deu o primeiro passo e procurou um médico para o tratamento da desnutrição? Que bom! Agora é seguir as recomendações. Algumas delas são mais gerais, como fazer uma reeducação alimentar, colocar comida saudável no cardápio e cuidar da higiene dos alimentos e pessoal para evitar diarreia. Como fazer isso? Vamos lá ficar por dentro de tudo!

Alimentação saudável para prevenir desnutrição

Para prevenir a desnutrição, alguns hábitos alimentares devem ser seguidos – afinal, uma boa alimentação vai garantir os nutrientes necessários para o funcionamento do organismo. Vitaminas, minerais, fibras, carboidratos e proteínas precisam fazer parte da rotina alimentar de todos!

No tratamento da desnutrição, os 10 mandamentos da alimentação saudável, elaborados pelo Ministério da Saúde, são grandes parceiros. Quer conferir o que eles dizem? Então vamos lá que o Que bem que faz te ajuda nisso!

1. Coma frutas e verduras;

2. Para cada 2 colheres de arroz, coma 1 de feijão;

3. Evite gorduras e frituras;

4. Use 1 lata de óleo para cada 2 pessoas da casa por mês;

5. Realize 3 refeições principais e 1 lanche por dia;

6. Coma com calma e não na frente da TV;

7. Evite doces e alimentos calóricos;

8. Comer de tudo, mas caprichar nas verduras, legumes, frutas e cereais;

9. Pratique atividade física

10. Beba água

Desnutrição: como se alimentar bem e evitar o problema

 

Alimentação saudável: desmistificando o óleo

Viu que o óleo está entre “10 mandamentos alimentação saudável”? É que ele não é um vilão na hora de adotar uma alimentação saudável. Na verdade, os exageros é que acabam estragando tudo.

Até mesmo o óleo de soja, aquele mais consumido por ter um preço bem mais baixo, não fará mal se você souber utilizá-lo na dose certa. O próprio Ministério da Saúde informa que “os óleos vegetais são considerados de qualidade nutricional superior às gorduras animais por possuírem menor quantidade de gordura saturada e maior de insaturada”.

E, além do de soja, também são muito comercializados os óleos de milho, de girassol e de canola, que estão entre os mais utilizados

 

Receitas saudáveis para uma boa nutrição

Café da manhã

Almoço

Lanche

Jantar


Perguntas frequentes

  • 1. O que é desnutrição?

    A desnutrição é uma deficiência de nutrientes importantes para manter o organismo funcionando de maneira adequada.

  • 2. Quais as causas da desnutrição?

    Há dois tipos de causas para a desnutrição, chamadas de primárias e secundárias: as primárias atingem as pessoas que comem pouco ou comem mal; as secundárias, são decorrentes de doenças crônicas.

  • 3. Quais os sinais de desnutrição?

    Os sinais de desnutrição envolvem perda muscular; emagrecimento anormal; desaceleração, interrupção ou involução do crescimento; apatia e tristeza; cabelo sem cor; pele descascando e enrugada; anemia, má formação óssea; alteração no sistema nervoso e no sistema respiratório; problemas intestinal e renal.

     

Referências

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/obesidade_desnutricao.pdf https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/desmistificando_duvidas_sobre_alimenta%C3%A7%C3%A3o_nutricao.pdf https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_alimentacao_saudavel.pdf

O QbemQfaz é um portal de conteúdos sobre saúde, nutrição, bem-estar e alimentação saudável da Nestlé. Os conteúdos desse site têm caráter informativo e não substituem o aconselhamento e acompanhamento médico, nutricional e de outros profissionais de saúde.