Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Dieta para diabéticos: qual é a melhor?

Legenda: 
Dieta para diabéticos: pão

Antes de falarmos qual é a melhor dieta para diabéticos, é necessária uma breve explicação sobre a doença. Segundo o Ministério da Saúde, existem 2 tipos de diabetes:

  • Diabetes tipo 1: doença autoimune (o corpo combate a si mesmo) que faz com que o organismo não produza insulina.
  • Diabetes tipo 2: doença genética (passada de geração para geração), combinada com hábitos alimentares ruins ao longo da vida. O pâncreas ainda produz insulina, mas ela é insuficiente, ou não é utilizada corretamente pelo corpo.

Afinal, o que é a insulina? É um hormônio que sinaliza ao nosso corpo que temos glicose (energia) disponível em nossa corrente sanguínea. O corpo, então, utiliza essa glicose e a manda aos locais de maior necessidade: cérebro, músculos, órgãos e outras partes do corpo.

O maior problema de ambos os tipos de diabetes é a quantidade de glicose circulante na corrente sanguínea, que não foi sinalizada e utilizada pelo corpo. Quando isso ocorre de forma contínua, há os sintomas clássicos: risco de AVC, problemas no coração, no fígado e na visão, insuficiência dos rins e até amputações.

 

Alimentação para diabéticos

O que a nutrição pode fazer pelos diabéticos? Muita coisa! Eles devem evitar o excesso de glicose através da alimentação e fazer com que a digestão dos alimentos seja mais lenta, evitando os picos de glicemia que podem prejudicá-los.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, algumas medidas necessárias nesses casos são:

1. Controle da quantidade de carboidratos consumidos

Para os diabéticos, é muito importante ter uma dieta balanceada e controlada. Priorizar carboidratos saudáveis é fundamental.

A pessoa com diabetes pode dar preferência a: frutas, batata, batata-doce, mandioquinha, mandioca, inhame, cará, arroz integral, aveia, milho, cuscuz, abóbora, quinoa, mel, macarrão integral (ou feito com farinhas mais saudáveis), grão-de-bico, lentilha, ervilha e pipoca não industrializada.

Evite o consumo de pães com farinha branca ou recheados, alimentos congelados prontos para o consumo, doces em geral, cereais matinais sem grãos integrais, biscoitos, bolachas e sorvetes.

Em resumo: em uma dieta para diabéticos, priorize alimentos como frutas, legumes, leguminosas e cereais integrais.

2. Combine carboidratos com proteínas, fibras ou gorduras boas

Lembram-se do que falamos acima sobre picos de glicemia serem prejudiciais? O carboidrato, quando comido de forma isolada, pode gerar esses picos, já que é digerido e absorvido de forma muito rápida.

Para evitar isso, é interessante combinar fontes de carboidrato com os alimentos abaixo. As proteínas, fibras e gorduras boas têm uma digestão e absorção mais lenta, evitando esses picos.

Fontes de proteína: ovos, carnes, frango, peixe, leite, queijos, iogurtes, grão-de-bico, lentilha, ervilha, tofu, edamame e diferentes tipos de feijão.

Fontes de fibras: aveia, vegetais em geral (legumes, folhosos) e granolas sem adição de açúcar.

Fontes de gorduras boas: castanhas em geral, amendoim, pasta de amendoim e castanhas, azeite de oliva, abacate, coco, bebidas vegetais de coco, castanhas, sementes de abóbora e de girassol.

 

Dieta para diabéticos

A dieta para diabéticos deve ser balanceada, variada e baseada em alimentos naturais. Um ponto importante é sempre respeitar a individualidade do diabético: gostos, preferências, estilo de vida e nível de atividade física – afinal, é muito mais tranquilo e prazeroso seguir uma alimentação que não deixa o que você gosta de comer de fora, certo?

E um recado importante para quem sofre desse mal: a dieta para diabéticos não precisa ser sofrida ou restritiva; pelo contrário, ela pode ser gostosa, prazerosa e variada! O nutricionista tem papel-chave nisso, por isso é essencial buscar ajuda de um profissional, combinado?Boa alimentação e bons hábitos = diabetes controlado = mais saúde e qualidade de vida!

Nutricionista Carolina Horcajo Agostinetti CRN:37.853


Perguntas frequentes

  • O que o diabético não pode comer?

    Com um cardápio bem montado com a ajuda de um especialista, a ideia de falar de alimentos que o diabético não pode comer de jeito nenhum pode ser substituída pela ideia de alimentos que ele o diabético deve evitar, que são os alimentos que podem levá-lo a um pico de glicose: pães com farinha branca ou recheados, alimentos congelados prontos para o consumo, doces em geral, cereais matinais sem grãos integrais, biscoitos, bolachas e sorvetes.

  • O que um diabético pode comer?

    A dieta do diabético deve dar prioridade a alimentos como frutas, legumes, leguminosas e cereais integrais.

    Referências:

    Ministério da Saúde, 2020 https://aps.saude.gov.br/noticia/10336#:~:text=No%20Brasil%2C%20estima%2Dse%20que,pessoas%20acometidas%20por%20essa%20doen%C3%A7a

    ANAD – Associação Nacional de Atenção ao Diabetes - https://www.anad.org.br/

    Sociedade Brasileira de Diabetes - https://diabetes.org.br/

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas