Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Gordura no fígado grau 2: o que muda?

Legenda: 
gordura no fígado grau 2: mulheres se exercitando

Já falamos que a gordura no fígado pode ser um problema silencioso no começo, uma coisa que a pessoa pode ter sem saber, principalmente quando se trata de gordura no fígado de grau 1. Quando o assunto é a esteatose hepática grau 2 – o nome técnico da doença –, porém, a situação fica mais séria.

Neste artigo, vamos esclarecer algumas questões a respeito da esteatose hepática grau 2, quais suas causas, sintomas e como prevenir (e tratar) essa doença. Acompanhe.

 

O que é a gordura no fígado de grau 2?

O segundo grau da esteatose hepática ocorre pelos motivos que o primeiro: o índice de gordura no fígado ultrapassou os 5%. A diferença é que no grau 2, a gordura acumulada pode começar a fazer o fígado inflamar, o que causa os primeiros sintomas.

A gordura no fígado grau 2 é considerada como um estágio intermediário da doença. O acúmulo de gordura, apesar de maior que o do grau 1, é moderado, podendo ser tratado sem maiores interferências – como cirurgias, por exemplo.

 

Quais os sintomas da gordura no fígado grau 2?

A partir do grau 2 da esteatose hepática, o indivíduo pode começar a apresentar sintomas, que podem incluir:

  • Dor no lado direito do abdômen;
  • Inchaço na barriga;
  • Cansaço;
  • Fraqueza;
  • Perda de apetite.

Os sintomas podem variar de paciente para paciente; no entanto, os mais comuns encontrados em pessoas que sofrem de gordura no fígado grau 2 incluem dor na região do abdômen e inchaço na barriga.

 

Como diagnosticar a gordura no fígado grau 2?

O diagnóstico para gordura no fígado grau 2 costuma ser feito após o exame de sangue de rotina. No entanto, o médico pode solicitar alguns exames laboratoriais ou de imagem específicos para confirmar o quadro com mais exatidão, como uma ultrassonografia do abdômen.

 

Quais os fatores de risco da gordura no fígado de grau 2?

Assim como a gordura no fígado grau 1, a de grau 2 afeta principalmente pessoas com obesidade, sedentárias e que consomem regularmente bebidas alcoólicas. Outros grupos de risco incluem:

  • Mulheres grávidas;
  • Mulheres no período pós-menopausa;
  • Asiáticos e hispânicos;
  • Pessoas com diabetes tipo 2;
  • Pessoas com pressão alta;

Condições como apnéia do sono e síndrome metabólica também são fatores de risco para o desenvolvimento de gordura no fígado.

 

Como prevenir e tratar a gordura no fígado grau 2?

De modo geral, a gordura no fígado não possui tratamento específico: cada caso é um caso. Por conta disso, as recomendações costumam estar baseadas no estilo de vida do paciente.

Por outro lado, a gente sabe que manter uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável, que inclui se exercitar e dormir bem, é um excelente começo para quem quer evitar problemas de saúde. E isso também vale para as pessoas que sofrem com esteatose hepática de grau 2, ou que querem prevenir esse problema.

Além de seguir as orientações médicas assim que descobrir o problema, a pessoa diagnosticada com gordura no fígado de grau 2 pode procurar um nutricionista para montar uma dieta que ajude a reduzir a gordura no fígado sem reduzir os nutrientes de que o corpo precisa para funcionar direitinho.

Outra recomendação é, pelo menos uma vez ao ano, fazer exames de rotina para, no caso de encontrar alguma alteração, iniciar um tratamento e acompanhamento médico o mais breve possível.


Perguntas frequentes

  • Qual o tratamento para gordura no fígado grau 2?

    A gordura no fígado grau 2 não possui um tratamento específico. O ideal é que o paciente com gordura no fígado comece mudando seus hábitos alimentares, buscando uma dieta balanceada, e que pratique regularmente atividades físicas. O acompanhamento com um médico e um nutricionista também é recomendado.

  • Quais os perigos da gordura no fígado grau 2?

    A doença em si é perigosa, pois pode ocasionar uma inflamação no fígado. Além disso, ela pode evoluir para doenças como a cirrose hepática e outras ainda mais graves.

  • Quais os sintomas da gordura no fígado grau 2?

    Os sintomas que geralmente podem ser observados são dor na região do abdômen e inchaço na barriga; porém, em menor proporção, é possível sentir sintomas como cansaço, fraqueza e perda de apetite.

    Referências

    https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/esteatose-hepatica

    http://hospitalsaomatheus.com.br/blog/esteatose-hepatica-causas-sintomas-tipos-e-tratamento/

    https://www.santapaula.com.br/gordura-no-figado-sintomas-causas-dieta-e-como-eliminar/

    https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/nonalcoholic-fatty-liver-disease/symptoms-causes/syc-20354567

    https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/15831-fatty-liver-disease

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas