Créditos: gettyimages
Legenda: Os alimentos probióticos são os amigos de uma saúde intestinal feliz!

Diferentes fatores contribuem para que o intestino funcione bem: alimentação, consumo de água, prática de atividades físicas e também cuidar do equilíbrio das bactérias do intestino. O corpo tem uma gama de bactérias que contribuem, entre outras coisas, para que a gente não tenha problemas em fazer cocô.

LEIA TAMBÉM

Essas colônias de bactérias intestinais ajudam o organismo a absorver os nutrientes que precisa e eliminar os que não precisa.

Situações como estresse, má alimentação e falta de exercícios físicos desequilibram a flora intestinal e uma das principais consequências disso é o intestino desregulado. Como esse órgão funciona como um segundo cérebro, se está desregulado, nosso corpo como um todo não funciona muito bem.

A parte boa é que existem alimentos que carregam em sua composição justamente essas bactérias do bem, os chamados probióticos. São aqueles que possuem microorganismos vivos que, em quantidades adequadas, trazem benefícios à saúde.

O iogurte e o leite fermentado são dois exemplos bem comuns de alimentos probióticos – e provavelmente fazem parte do nosso cardápio. Para garantir os benefícios, o melhor é optar por versões naturais e sem açúcar. Veja a seguir outros alimentos probióticos:

Kefir

De acordo com Vivian Cognetti, nutricionista integrativa, o kefir é um alimento que combina benefícios de probióticos. Pode ser produzido a partir da fermentação de bactérias e leveduras em leite ou água, através do açúcar mascavo.

Ela explica que o kefir de leite tem atuação probiótica mais significativa do que o iogurte. "Estes micro-organismos podem influenciar positivamente de várias maneiras, como na digestão, no controle de peso e até na saúde mental", ressalta a nutricionista. Além disso, o kefir preparado a partir de leite é rico em cálcio e vitamina K, essenciais para saúde óssea.

A grande vantagem desse alimento é que ele pode ser consumido de diferentes formas: batido com frutas e aveia ou em molhos de massas e saladas. Inclusive é ótimo para quem tem intolerância à lactose, desde que seja o de água e não de leite.

Kombucha

O kombucha é uma bebida que resulta da fermentação do chá verde ou preto em contato com leveduras (fungos). Esse processo de preparação transforma o kombucha em um bom probiótico. Experimente misturá-lo com frutas, café e até gengibre e limão para uma bebida bem refrescante.

Segundo Vivian, o kombucha é uma fonte riquíssima de nutrientes benéficos à saúde como, probióticos, vitamina C, aminoácidos, leveduras, polifenóis, enzimas e vitaminas do complexo B. "As enzimas auxiliam no funcionamento do sistema digestivo, enquanto os probióticos auxiliam na modulação da microbiota intestinal e pode ser coadjuvante no controle dos níveis de colesterol", conta.

A nutricionista explica que as vitaminas do complexo B participam da geração de energia e do bom funcionamento do sistema nervoso. Já a vitamina C e demais polifenóis apresentam propriedades antioxidantes que melhoraram o sistema imunológico e favorecem saúde da pele, por estimular a produção de colágeno.

Faça você mesmo ou compre pronto

Os probióticos como kefir, kombucha e leite fermentado podem tanto ser feitos em casa como comprados em mercado e lojas especializadas. O ponto de atenção é cuidar da conservação. Respeite as recomendações de cada tipo de probiótico e evite as temperaturas altas durante o preparo, pois ela pode matar as bactérias. O importante é saber que esse tipo de alimento é amigo do seu intestino e mantém a frequência do banheiro em dia.

Assine a nossa Newsletter

A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado.

Digite um e-mail válido.