Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Vitamina K2: tudo o que você precisa saber para ter ossos e coração fortes

Legenda: 
Vitamina K2: couve

A saúde óssea não depende apenas do cálcio: a vitamina K2, consumida através da comida e produzida pelo organismo, é outro nutriente vital para os ossos – e também muito importante para o coração. Quer saber mais sobre os benefícios da vitamina K2? Vamos explicar!

Uma alimentação saudável e balanceada sempre será sinônimo de saúde e bem-estar. No caso da vitamina K2, embora o nutriente seja produzido pelo próprio organismo, é necessário complementá-lo através do cardápio diário. Então continue lendo este artigo, que a gente vai te dar dicas de alimentos ricos em vitamina K2 que podem facilemente ser incluídos no seu dia-a-dia!

Antes disso, vamos conhecer um pouco mais sobre os benefícios da vitamina K2 para o coração e os ossos.

LEIA TAMBÉM:

 

Vitamina K2: uma dose de saúde para o coração

Nunca tinha ouvido falar nos benefícios da vitamina K2 para a saúde do coração? Alguns estudos mostram que um dos fatores que aumentam os riscos de doenças cardíacas é o acúmulo de cálcio nas artérias. A conclusão, portanto, é que qualquer coisa que reduza esse acúmulo vai fazer bem à saúde do coração.

A partir daí, pesquisadores fizeram experiências e descobriram que pessoas que consomem vitamina K2 têm 52% menos chances de ter as artérias coronárias acometidas pela calcificação, e redução de 57% no risco de apresentar doenças cardíacas. Logo, é certo dizer que as doenças cardíacas podem ser evitadas com uma boa dose deste nutriente que, como já falamos, também pode ser absorvida pelo organismo através da alimentação.

 

Ossos fortes e a relação com a vitamina K2

A osteoporose é um problema que preocupa especialmente as mulheres. É muito comum que, com o passar dos anos, os ossos fiquem enfraquecidos e, em alguns casos, aumente o risco de fraturas.

Porém, a vitamina K2 age no metabolismo do cálcio, que é o mineral mais importante encontrado nos ossos e dentes: ocorre que a vitamina K2 ativa a ligação de cálcio com as proteínas GLA da matriz e a osteocalcina, beneficiando o fortalecimento dos ossos e prevenindo a osteoporose.

Outros fatores onde a vitamina K2 atua

Diabetes - estudos mostram que a vitamina K2 aumenta a produção de insulina.

Câncer - a vitamina K2 é capaz de prevenir metástase.

Doença hepática - vitamina K2 reduz os riscos de cirrose hepática alcoólica ou não alcoólica.

Doença renal crônica - pesquisas demonstram que a vitamina K2 melhora a função da artéria renal. Além disso, ela previne o desenvolvimento de calcificação da artéria renal.

Sistema imunológico - a vitamina K2 age no organismo como um agente imunossupressor.

Doença neurológica - foi verificado em estudos que os níveis de vitamina K2 eram sempre reduzidos em pessoas com esclerose múltipla – significando que, se o nutriente estiver nos níveis adequados, a doença pode ser evitada.

Vamos em frente, porque agora é hora de vermos como obter vitamina K2.

 

O que fazer para obter vitamina K2

A vitamina K2 é produzida pelo nosso organismo de duas formas: a primeira é a conversão de uma parte da vitamina K1 em vitamina K2 – o que é uma boa notícia, pois geralmente nossa dieta tem dez vezes mais vitamina K1 que vitamina K2. O problema é que essa conversão não é totalmente eficiente.

A segunda forma também vem do corpo: o intestino grosso é responsável por produzir bactérias benéficas à saúde; e essas bactérias sintetizam a vitamina K2. Mas, outra vez, isso não é suficiente para obter toda a vitamina K2 de que precisamos.

Então a melhor forma de aumentar essa absorção da vitamina K2 pelo organismo é aderir a alimentos fontes desse nutriente. Isso vai facilitar e muito sua vida. A vitamina K2 é encontrada principalmente em certos alimentos fermentados e de origem animal. Os laticínios aparecem no topo da lista de comidas fontes de vitamina K2. Coalhada e queijos são os melhores.

 

Alimentos ricos em vitamina K2

Natto: um prato japonês popular feito de soja fermentada, de cheiro forte e com uma textura parecida com muco. É muito consumido no Japão, justamente pelo seu potencial nutritivo.

Salsicha de porco: A salsicha é muito consumida pelos brasileiros – e a forma mais conhecida é no cachorro quente. Apesar de usar cortes menos nobres da carne, ainda é um alimento rico em vitamina K2. Tem também a versão alemã, conhecida por Bratwurst. Lá, eles a consomem mais assada na chapa ou na brasa.

Queijos duros: esses têm pouca umidade. Na lista estão o queijo Minas curado, o Emmenthal, o Gruyère, o Grana, o Parmiggiano, o Provolone, o Pecorino, o Cheddar, o Gouda e o Edam. É uma verdadeira tábua de frios para ninguém colocar defeito, e repleta de nutrientes.

Queijos de pasta mole: esses têm um teor alto de umidade e não passam por processo de cozimento, nem são prensados. Na lista estão Serra da Estrela e Azeitão.

Costeleta de porco (com osso): qual a primeira coisa que veio à cabeça? Churrasco, com certeza. Mas essa carne também deve estar no cardápio do dia a dia, já que vai te acrescentar nutrição acompanhada de vitamina K2.

Frango (perna/coxa): é uma carne extremamente nutritiva, que faz parte do nosso dia a dia. Aliás, é um ótimo produto substitutivo da carne vermelha, por ser um alimento mais barato e, portanto, mais acessível. Também é rico em vitaminas do complexo B.

Gema de ovo: o ovo é um alimento completo, muito rico em nutrientes; e o colesterol da gema, ao contrário do que muitos pensam, possui propriedades importantes para a saúde. Um deles você já sabe: é a vitamina K2. O ovo é mais um alimento que não pode faltar na mesa dos brasileiros, seja no café, almoço ou jantar.

Agora, para fechar nosso tema tão importante, vamos falar um pouco sobre a deficiência da vitamina K2 no organismo e quais os seus sintomas.

 

O que provoca a deficiência de vitamina K2

Existem alguns grupos que têm maior risco de sofrer com a deficiência. Entre eles estão os recém-nascidos e pessoas com doença celíaca (que possuem intolerância ao glúten). Por isso, é importante se alimentar bem e consultar um especialista, pois uma deficiência severa de vitamina K2 aumenta o tempo que leva para o sangue coagular, tornando a pessoa mais propensa a hematomas e sangramento e aumentando o risco de hemorragia. Além disso, como já informamos, este é um nutriente importante para o fortalecimento dos ossos e, sem ele, a possibilidade de um diagnóstico de osteoporose cresce.

E aqui vale uma recomendação importantíssima, sempre lembrada pelos médicos: nada de automedicação. Alguns remédios podem afetar os níveis de vitamina K no corpo. Antibióticos são os principais, porque eles podem matar as bactérias benéficas que produzem a vitamina.

 

Principais sintomas da deficiência de vitamina K2 no corpo

- Hematomas

- Aparecimento de coágulos de sangue debaixo das unhas

- Sangramento nas membranas mucosas que revestem áreas dentro do corpo

- Fezes escuras e com sangramento

Nos bebês, os sinais de deficiência de vitamina K2 são:

- Sangramento da área onde o cordão umbilical é removido

- Sangramento na pele, nariz, trato gastrointestinal ou outras áreas

- Sangramento no pênis, se o bebê foi circuncidado

- Sangramento súbito no cérebro, o que é extremamente perigoso e com risco de vida

Agora que você já sabe tudo sobre a vitamina K2 e a importância dela para o organismo, fica mais fácil se cuidar para garantir que este nutriente esteja sempre presente na dieta. Aproveite essas dicas e siga a vida com muita saúde.


Perguntas frequentes

  • 1. Qual a importância da vitamina K2 no organismo?

    A vitamina K2 previne doenças cardíacas, porque age sobre o acúmulo de cálcio nas artérias (algo que aumenta as chances de problemas no coração). O nutriente também atua no fortalecimento dos ossos e previne a osteoporose – justamente por ter ação no metabolismo do cálcio, mineral fundamental para que os ossos fiquem fortes.

  • 2. Como obter vitamina K2?

    A vitamina K2 é produzida pelo próprio organismo. A primeira forma a conversão de uma parte da vitamina K1 em vitamina K2, feita pelo próprio corpo. A segunda forma é pelo intestino grosso, que é responsável por produzir bactérias benéficas à saúde que sintetizam esse nutriente. Só que nenhuma dessas duas maneiras são suficientes – daí a importância de uma alimentação rica em vitamina K2.

  • 3. Quais alimentos ricos em vitamina K2?

    A vitamina K2 é mais encontrada nos queijos duros, queijos de pasta mole, salsicha de porco, Natto, costela de porco, frango e gema de ovo.

  • 4. Quais os principais sintomas da deficiência da vitamina K2?

    Os sinais de que o corpo está com deficiência de vitamina K2 são: hematomas, aparecimento de coágulos de sangue debaixo das unhas, sangramento nas membranas mucosas que revestem áreas dentro do corpo e fezes escuras, com sangramento.

Fontes:

https://www.scielo.br/j/rn/a/xVfssYSZdh435bSRPBSfQCh/?format=html

https://www.healthline.com/nutrition/vitamin-k2

https://www.healthline.com/nutrition/vitamin-k2#heart-health

https://dermomanipulacoes.vteximg.com.br/arquivos/Vitamina-K2.pdf

https://academic.oup.com/jn/article/134/11/3100/4688389

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5148/tde-27042007-140434/publico/FabianaGiorgetiGraciolli.pdf

https://www.bbc.com/portuguese/geral-53970021

https://www.metropoles.com/gastronomia/comer/artigo-conheca-os-diferentes-tipos-de-salsicha

https://content.paodeacucar.com/prazer-de-comer-e-beber/tipos-de-queijos-duros

http://ve.scielo.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-06222006000400001

https://www.medicalnewstoday.com/articles/325059#deficiency-symptoms

https://www.healthline.com/health/vitamin-k-deficiency#symptoms

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6413124/

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas