Créditos: GettyImages
Legenda: Não é à toa que a gente gosta desses potinhos, viu!

Planejar a alimentação com antecedência é economia de tempo e dinheiro, numa tacada só. Na correria do dia a dia é normal deixar passar um pão aqui e uma fruta ali e acabar jogando fora por distração, mas isso não precisa acontecer.

LEIA TAMBÉM

Além de congelar marmitas, é possível aproveitar muito mais ingredientes in natura do que você imagina. Legumes, frutas, pão, queijos e até alguns pré-preparos de carnes ganham espaço e você diminui o desperdício. Confira as dicas de Karina Carlucci, nutricionista clínica e esportiva formada e especializada pela Universidade de São Paulo:

Passo a passo: como congelar alimentos

  • Limpe, lave e higienize os alimentos antes de congelar.
  • Utilize a técnica de branqueamento para hortaliças: coloque o alimento em água fervente ou vapor por um curto período de tempo e depois realizar o rápido resfriamento, colocando em recipiente com água gelada e/ou com gelo.
  • Congele as frutas picadas em pedaços e em sacos à vácuo, para aproveitar em vitaminas, sucos e caldas.
  • Corte o pão em fatias e congele dentro de sacos ou potes bem vedados. Descongele diretamente no calor (micro-ondas, frigideira ou torradeira).
  • Coloque em potes de vidro, plástico ou sacos plásticos livres de BPA, de maneira que fique o mínimo de ar dentro do recipiente. Use recipientes adequados para o volume congelado, sem espaço de sobra para ar.
  • É muito importante que as porções individuais tenham os tamanhos certos para evitar o desperdício, já que não podem ser congelados novamente.
  • Identifique os potes e sacos com etiquetas e data de congelamento. É importante saber que os congeladores comuns (das geladeiras) conservam os alimentos por menos tempo do que freezers, que podem chegar a - 18º C. Por isso, confira as recomendações para congelar cada comida (carnes, pães, frutas e legumes, por exemplo) pelo tempo correto.

Passo a passo: como descongelar alimentos

  • O ideal é que seja um descongelamento lento, preferencialmente feito na geladeira. Isso evita a contaminação e diminui a perda de líquidos e nutrientes.
  • Outro truque é levar o alimento congelado diretamente para o micro-ondas, forno ou fritadeiras à ar.
  • Importante frisar que, uma vez descongelado, os alimentos não devem ser recongelados, a não ser que sejam cozidos antes.

Congelar é uma estratégia de planejamento que faz muita diferença no dia a dia, na redução do desperdício e no preparo das refeições. Com os devidos cuidados, muito do que você não comprava por medo de estragar pode durar bem mais do que o esperado. Vale a pena tentar!

Assine a nossa Newsletter

A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado.

Digite um e-mail válido.