Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Impacto no consumo de Laxantes vs consumo de Fibras

Legenda: 
Laxantes vs consumo de fibras

Ao comentar com alguém que você está sofrendo com constipação, logo vem o conselho de vó “tem que comer fibra, bem!” ou ainda, o comentário quase clínico “você precisa de um laxante!”. No entanto, você sabe como ingerir mais alimentos ricos em fibras de forma adequada? Ou ainda, quais são as implicações do consumo de laxantes? Laxante faz bem para o corpo? Nesse artigo do Que Bem Que Faz você encontrará as respostas para a questão: “Qual o impacto no consumo de laxantes vs consumo de fibras?”

 

O consumo de laxantes

Sendo recomendado por médicos apenas em casos de constipação crônica, os laxantes são medicamentos que auxiliam o corpo a eliminar as fezes. Esse efeito pode ser alcançado de quatro formas diferentes:

Assim, ao passo que os laxantes podem ajudar na constipação, eles também podem causar diarréia, desconforto abdominal e até desidratação. Portanto, não são a opção mais recomendada em todos os casos, pois quando utilizados de maneira inadequada podem agravar a prisão de ventre ao gerarem uma dependência do laxante para que o intestino funcione adequadamente.

 

O consumo de fibras

Pensando em hábitos mais saudáveis e uma opção mais natural para tratar a constipação, as fibras são grandes aliadas para o funcionamento do intestino – afinal, elas atuam na formação e maciez do bolo fecal, facilitando seu movimento. E, com a ingestão adequada de líquidos e exercícios físicos regulares, esse processo acaba se tornando ainda mais simples.

Além de ajudar na constipação, a ingestão de fibras também está associada à redução dos níveis de glicose, pressão arterial e colesterol, pois regulam a absorção do intestino.

Mas o que são fibras?

As fibras são aquelas que não podem ser digeridas pelo corpo, sendo encontradas em frutas, verduras e oleaginosas. Por exemplo, feijão, maçã, aveia, pipoca, abacate, ameixa e cereais são alimentos ricos em fibras. Estima-se que um adulto precisa em média de 20 a 30 gramas de fibras por dia.

Ao regular seus hábitos alimentares para uma dieta mais balanceada e rica em fibras e líquidos, organizar sua rotina para exercícios físicos regulares e se manter de olho na sua saúde, muito provavelmente os sintomas da constipação irão desaparecer.

Caso, ainda assim, você continue sofrendo com a constipação, é importante consultar seu médico.


Perguntas frequentes

  • Qual é melhor, fibras ou laxantes?

    Isso irá depender das suas necessidades. O laxante possui um efeito mais rápido, mas pode fazer mal a longo prazo, sendo mais recomendado em situações pontuais, nas quais as fibras não estão funcionando bem. Já as fibras funcionam bem a longo prazo e são mais saudáveis, mas requerem uma mudança nos hábitos alimentares e estilo de vida.

  • Posso tomar laxante todos os dias?

    Tomar laxante todos os dias irá irritar a mucosa do intestino, causando dores e desconforto, além de piorar a prisão de ventre ao causar dependência para o funcionamento do intestino.

  • Quais os melhores alimentos ricos em fibras que são bons para o intestino?

    Aveia, ameixa, arroz integral, brócolis, grão de bico, mamão, quinoa, feijão, maçã e abacate são bons exemplos de alimentos ricos em fibras boas para o intestino.

     

Fontes

https://www.webmd.com/digestive-disorders/treat-constipation https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/constipation/in-depth/laxatives/art-20045906 https://www.nhs.uk/conditions/laxatives/ https://www.ucsfhealth.org/education/constipation#:~:text=Foods%20that%20are%20good%20sources,%2C%20wheat%20bran%2C%20and%20legumes. https://www.webmd.com/digestive-disorders/dietary-fiber-the-natural-solution-for-constipation https://www.everydayhealth.com/digestive-health/fiber-and-constipation.aspx https://www.scielo.br/j/abem/a/PZdwfM5xZKG8BmB9YH59crf/?lang=pt&format=pdf https://www.consumerreports.org/medical-conditions/how-to-relieve-constipation/ https://guiadafarmacia.com.br/laxante-x-fibras-qual-a-diferenca/

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas