Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Cafeína: como a cafeína auxilia no foco e na energia?

Legenda: 
Cafeína: pessoas fazendo café

Presente em algumas das bebidas mais famosas do mundo, a cafeína é uma substância conhecida por ser estimulante. Acordar de manhã e tomar uma xícara de café é quase um ritual do brasileiro.

Com grande destaque ao longo do tempo, a cafeína passou a fazer parte da dieta das pessoas, inclusive como pré-treino. Seja cafeína em cápsula ou na alimentação, o fato é que ela pode ser uma aliada na sua performance física e mental.

Se você quer entender melhor como a cafeína auxilia no foco e energia e os seus benefícios diários, dá uma olhada:

LEIA TAMBÉM

Pós-treino: comidas fitness que dão gosto de fazer exercício todo dia

O que comer para ganhar mais músculos

5 ideias de café da manhã que vão te ajudar a sair da cama para treinar

 

O que é cafeína?

A cafeína é um composto químico amargo encontrado em diversos alimentos, como o café. Sua fama se deve ao fato de ter como função principal o estímulo do sistema nervoso central. Por conter uma estrutura molecular similar à da adenosina – a qual é responsável pela sensação de cansaço, e tem efeito calmante no corpo –, a cafeína inibe a ação desse componente. Por isso, a cafeína auxilia no foco e energia.

Além disso, sua ingestão está ligada à liberação de serotonina e outras substâncias estimulantes, que influenciam no humor e desempenho psicomotor. Mas não pense que o cafezinho diário faz milagre: a cafeína funciona de acordo com o funcionamento de cada corpo, então seus resultados podem variar de pessoa para pessoa.

 

Como a cafeína auxilia no foco e na energia?

Dar conta de todos os BO’s diários com foco e energia é um desafio, não é mesmo? Nada como aquele cafezinho depois do almoço para dar um up na concentração. Mas será que a cafeína tem realmente algo a ver com isso?

Utilizada também como suplemento para atletas, a cafeína traz, sim, melhora no foco, raciocínio e desempenho esportivo. Isso se deve à sua função estimulante no sistema nervoso central, que possibilita um estado de alerta, melhorando a cognição e tempo de resposta a estímulos externos. Sem contar que ela induz a dilatação dos pulmões, o que permite uma captação maior de oxigênio e maior produção de energia por meio da respiração. Então, se você está planejando uma vida mais equilibrada com prática regular de exercícios, talvez o café seja um ótimo pré-treino.

A liberação de hormônios de excitação também está atrelada à ingestão de cafeína. Os atletas que ingerem bebidas como café realizam treinos mais intensos sem apresentar um cansaço proporcional rapidamente. Entretanto, não se esqueça que o efeito da cafeína varia de organismo para organismo: fatores como genética, peso e horário de consumo afetam diretamente nos resultados da cafeína no seu corpo.

 

Benefícios da cafeína para a saúde

Apesar da sua fama ligada à energia e disposição, a cafeína não carrega só esse título, não. Os benefícios da cafeína para a saúde são inúmeros e podem ser uma chave importante de bem-estar. Acorda, menina, e vem ver alguns desses benefícios!

De forma geral, a ingestão correta e equilibrada de cafeína pode ser uma verdadeira aliada, somada a uma rotina adequada de exercícios e alimentação saudável. O bem-estar é uma soma de diversas prioridades para nossa saúde; o principal segredo é respeitar seu corpo e entender o que ele está pedindo.

 

Como inserir a cafeína na alimentação

Nem só de café vive o homem, mas fique tranquilo: a cafeína pode ser encontrada em vários alimentos além do clássico café preto. Presente em 60 tipos de plantas aproximadamente, esse composto químico pode ser encontrado também na erva-mate, cacau e frutos de guaraná. Veja como inserir a cafeína na sua alimentação:

O ideal é balancear a ingestão desses alimentos com uma rotina diária de alimentação saudável e rica em nutrientes. Muitas vezes, o cansaço está ligado a noites mal dormidas ou à falta de vitaminas no corpo.

Por isso, a ingestão desses alimentos deve ser feita com moderação e acompanhamento de nutricionistas. Se você tiver alguma dúvida sobre alimentação, nutrição e saúde, no site Que Bem Que Faz você encontra o Chat Nutri com nutricionistas de plantão para que você entre em contato.

Para conhecer outras dicas de alimentação e cuidados com a saúde, acompanhe o Que Bem Que Faz. Lá você encontra tudo sobre alimentação, bem-estar, saúde e vida equilibrada. Saiba como estar bem com o corpo, mente e humor no seu dia a dia!

Perguntas frequentes:

O que é a cafeína?

A cafeína é um composto químico amargo encontrado em diversos alimentos, como o café. Sua fama se deve ao fato de ter como função principal o estímulo do sistema nervoso central. Por conter uma estrutura molecular similar a da adenosina – a qual é responsável pela sensação de cansaço, e tem efeito calmante no corpo –, a cafeína inibe a ação desse componente. Por isso, a cafeína auxilia no foco e energia.

Quanto tempo dura o efeito da cafeína no organismo?

O efeito da cafeína varia de organismo para organismo. O tempo de duração desse efeito é proporcional ao tempo do metabolismo de cada um. O pico acontece entre 30 a 60 minutos após a ingestão, a depender da forma como foi ingerida (cápsula, bebida, etc). Até sua excreção, o metabolismo pode levar, em média, de três a seis horas para eliminar completamente a substância do corpo.

Quanto de cafeína dá energia?

O ideal é consumir até 400 mg de cafeína diariamente no máximo, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Essa quantidade equivale a cerca de 5 xícaras de café. A ingestão de uma quantidade maior de cafeína pode estar ligada a sintomas de taquicardia, dores de cabeça e de estômago, insônia, perda de apetite, náuseas, entre outros problemas. Por isso, combine a ingestão de cafeína a uma rotina saudável de sono e alimentação. A prática de exercícios regulares também está ligada a uma maior liberação de energia.

O que o excesso de cafeína pode causar?

A ingestão de uma quantidade maior de cafeína pode estar ligada a sintomas de taquicardia, dores de cabeça e de estômago, insônia, perda de apetite, náuseas, entre outros problemas. Por isso, o ideal é ingerir até 400 mg de cafeína diariamente, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Fontes:

1. https://abir.org.br/conheca-os-beneficios-da-cafeina/
2. https://www.scielo.br/j/rbce/a/pgDYj8SqhDJN4gZbGq4g5dx/?format=pdf&lang=pt
3. https://www.abic.com.br/tudo-de-cafe/o-cafe-e-o-sistema-nervoso-central/


Perguntas frequentes:

  • O que é a cafeína?

    A cafeína é um composto químico amargo encontrado em diversos alimentos, como o café. Sua fama se deve ao fato de ter como função principal o estímulo do sistema nervoso central. Por conter uma estrutura molecular similar a da adenosina – a qual é responsável pela sensação de cansaço, e tem efeito calmante no corpo –, a cafeína inibe a ação desse componente. Por isso, a cafeína auxilia no foco e energia.

  • Quanto tempo dura o efeito da cafeína no organismo?

    O efeito da cafeína varia de organismo para organismo. O tempo de duração desse efeito é proporcional ao tempo do metabolismo de cada um. O pico acontece entre 30 a 60 minutos após a ingestão, a depender da forma como foi ingerida (cápsula, bebida, etc). Até sua excreção, o metabolismo pode levar, em média, de três a seis horas para eliminar completamente a substância do corpo.

  • Quanto de cafeína dá energia?

    O ideal é consumir até 400 mg de cafeína diariamente no máximo, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Essa quantidade equivale a cerca de 5 xícaras de café. A ingestão de uma quantidade maior de cafeína pode estar ligada a sintomas de taquicardia, dores de cabeça e de estômago, insônia, perda de apetite, náuseas, entre outros problemas. Por isso, combine a ingestão de cafeína a uma rotina saudável de sono e alimentação. A prática de exercícios regulares também está ligada a uma maior liberação de energia.

  • O que o excesso de cafeína pode causar?

    A ingestão de uma quantidade maior de cafeína pode estar ligada a sintomas de taquicardia, dores de cabeça e de estômago, insônia, perda de apetite, náuseas, entre outros problemas. Por isso, o ideal é ingerir até 400 mg de cafeína diariamente, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

    Fontes:

    https://abir.org.br/conheca-os-beneficios-da-cafeina/

    https://www.scielo.br/j/rbce/a/pgDYj8SqhDJN4gZbGq4g5dx/?format=pdf&lang=pt

    https://www.abic.com.br/tudo-de-cafe/o-cafe-e-o-sistema-nervoso-central/

Fontes:

https://abir.org.br/conheca-os-beneficios-da-cafeina/ https://www.scielo.br/j/rbce/a/pgDYj8SqhDJN4gZbGq4g5dx/?format=pdf&lang=pt https://www.abic.com.br/tudo-de-cafe/o-cafe-e-o-sistema-nervoso-central/

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas