Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

TDAH, o que é? E o que comer?

Legenda: 
Diversas castanhas separadas em uma mesa

Boa parte dos nutrientes que ingerimos (de 20 a 25%) é consumida pelo cérebro. Isto ressalta a relação entre uma boa alimentação e o funcionamento cerebral; e para algumas pessoas, essa importância é ainda maior. É o caso das pessoas com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, ou simplesmente TDAH.

O TDAH é um transtorno neurobiológico. As suas causas são genéticas e aparecem ainda na infância. Seus principais sintomas são desatenção e hiperatividade ou impulsividade. Às vezes ele também é chamado de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Estima-se que de 3 a 5% das crianças no mundo possam ter TDAH.

Alimentação e TDAH

Não há provas de que uma dieta específica possa causar o transtorno TDAH. Porém, alguns estudos já mostram que uma alimentação equilibrada pode ajudar a melhorar os sintomas nestas pessoas. Então por que não se alimentar bem, não é mesmo?

Além disso, para quem toma medicamentos psicoestimulantes, seja para TDAH ou outros transtornos como depressão e ansiedade, a alimentação precisa receber ainda mais atenção.

No caso específico do TDAH, alguns nutrientes são extremamente bem-vindos para ajudar na concentração e no foco. No caso das crianças, isso pode ajudar com as dificuldades escolares e até com o comportamento. Então vem com a gente para entender melhor essa ligação entre alimentação e TDAH

O estudo da relação alimento/comportamento ainda está no começo. Porém, já se sabe que certos alimentos interferem no nosso modo de lidar com certas situações. Vamos pegar o exemplo da cafeína: é conhecido que ela aumenta o nosso estado de alerta. Já o chocolate tem a capacidade de alterar o nosso humor. Quem nunca ficou mais feliz ao comer um pedacinho de chocolate?

Da mesma forma, a falta de certos nutrientes no organismo pode alterar certos comportamentos no nosso cotidiano. Por conta disto, é plausível dizer que a alimentação pode fazer diferença para as pessoas diagnosticadas com TDAH, já que se trata de um transtorno ligado diretamente à questão comportamental.

Opções de cardápio para pessoas com TDAH

Há dois tipos de alimentos, os que aumentam o nosso desempenho e os que nos deixam mais lentos. Para as pessoas com TDAH, as melhores opções são comidas ricas em proteínas – de preferência carnes magras – e carboidratos complexos – aveia e grãos integrais, por exemplo, entre outros.

Agora, fiquem atentos: é importante diminuir o consumo de carboidratos simples, como a farinha branca e o açúcar, evitando quando puder.

 

Sugestões de alimentos

Tanto adultos como crianças com TDAH precisam de uma alimentação equilibrada. Aliás, ela é sempre recomendável. Para ajudar você a montar o seu cardápio, deixamos algumas sugestões a seguir:

Vegetais e Frutas: ambos são ricos nos minerais e vitaminas. Além disso, são ótimas e práticas opções de lanches, tanto para comer em casa quanto na escola ou no trabalho.

Grãos inteiros: os grãos fornecem fibras e outros nutrientes para a rotina alimentar. Alguns dos alimentos que podem ajudar são pães integrais, cereais, entre outros.

Proteína:

essencial para o crescimento e desenvolvimento, algumas ótimas opções de proteínas são: ovos, laticínios, carne magra, feijão, entre outros. Porém, é melhor evitar carnes processadas, como salsichas e nuggets.

 

Gorduras saudáveis: as gorduras boas ou saudáveis ajudam na absorção de várias vitaminas e no crescimento celular. Porém, é preciso saber diferenciar das gorduras ruins. Por isso, aqui vai algumas opções de alimentos com gorduras boas que podem ajudar pessoas com TDAH:

  • Abacate;
  • Nozes;
  • Soja;
  • Leguminosas;
  • Salmão;
  • Sementes de linhaça;

 

Alimentos ricos em cálcio: além de ser importantíssimo para a saúde óssea, o cálcio também tem seu papel no sistema nervoso e na produção de hormônios. Esse mineral pode ser encontrado em alimentos como:

 

Leia também

 

Dicas para uma alimentação melhor para pessoas com TDAH

Crie uma rotina. Isso sempre ajuda. É importante ter horários para fazer as refeições e não ficar muito tempo sem comer.

Evite comprar comidas de baixo valor nutritivo, como lanches de fast food. A comida caseira pode ser bem mais completa, além, claro, de proporcionar excelentes momentos em família.

Vá com calma, sem mudanças bruscas. Não ache que será do dia para a noite que você irá mudar o hábito alimentar.


Perguntas frequentes

  • O que é TDAH?

    O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico. As suas causas não são completamente conhecidas, mas a genética desempenha um papel importante.

  • Quem tem TDAH pode ingerir açúcar?

    Apesar de estudos não terem encontrado nenhuma ligação direta entre o açúcar e a hiperatividade no TDAH, especialistas recomendam evitar grandes quantidades. Frutas podem ser um bom substituto.

  • Pessoas com TDAH podem ingerir bebidas alcóolicas?

    É bom evitar. Estudos apontam um risco maior de pessoas com TDAH desenvolverem o alcoolismo.

  • Pessoas com TDAH podem beber café?

    Especialistas não recomendam que pessoas com TDAH tomem café, principalmente se estiverem tomando medicamentos.

  • Como melhorar o déficit de atenção?

    Dormindo bem. Uma boa noite de sono diminui os sintomas do TDAH e nos deixam mais concentrados. Por isso, é bom evitar a ingestão de cafeína antes de dormir.

Fontes:

tdah.org.br/tdah-no-adulto-algumas-estrategias-para-o-dia-a-dia/#:~:text=Durma%20bastante%20%E2%80%93%20e%20durma%20bem,hora%20antes%20de%20ir%20dormir.

dda-deficitdeatencao.com.br/artigos/tdah-alimentacao.html#:~:text=Para%20casos%20de%20TDAH%20e,a%C3%A7%C3%BAcar%20e%20a%20farinha%20branca.

tdah.org.br/sobre-tdah/o-que-e-tdah/

healthline.com/health/adhd/signs

healthline.com/health/adhd/adhd-diet

healthline.com/nutrition/nutrition-and-adhd#elimination-studies

healthline.com/health/adhd/diet-tips-snack-ideas

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas