Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Dieta low carb: o que é e o que comer

Créditos: 
Legenda: 
Dieta low carb

Você já ouviu falar da dieta low carb (ou a dieta com baixo teor de carboidrato)? Essa dieta é basicamente um estilo de alimentação onde se reduz a ingestão de alimentos ricos em carboidratos e se aumenta o consumo de alimentos ricos em gorduras e proteínas. Ela é procurada principalmente por pessoas que querem reduzir peso e a porcentagem de gordura ou que têm alguma doença crônica como diabetes, colesterol alto ou pressão alta.

Neste artigo, vamos explicar tudo sobre a dieta low carb, incluindo suas vantagens e desvantagens. Vem com a gente!

 

Dieta low carb: por que reduzir carboidratos?

Os carboidratos são a principal fonte de energia usada pelo nosso corpo. Quando reduzimos o consumo, obrigamos o nosso organismo a usar outras fontes de energia como a nossa gordura estocada, e aí ocorre o emagrecimento.

Os alimentos que são reduzidos na dieta low carb são:

  • Pães
  • Massas
  • Batata
  • Leite
  • Mandioca
  • Arroz
  • Algumas frutas que contém mais carboidrato: banana, maçã, pêra, uva, manga, goiaba e frutas secas em geral
  • Tapioca
  • Sucos de frutas
  • Milho
  • Alimentos industrializados

Lembrando que low carb é redução e não exclusão: esses alimentos são reduzidos, mas não necessariamente cortados da alimentação!

 

Gorduras e proteínas

Os alimentos ricos em gorduras e proteínas promovem uma digestão mais lenta, gerando mais saciedade, e fazendo com que a fome demore mais a vir. Isso faz com que a pessoa que faz a dieta low carb coma menos, favorecendo o emagrecimento.

Assim, alimentos que são fontes de proteína e gordura são priorizados. Dentre eles estão:

  • Carnes: peixes, frango e carnes vermelhas.
  • Ovos;
  • Frutos do mar;
  • Queijos mais amarelos;
  • Iogurtes;
  • Azeite;
  • Óleo de coco;
  • Manteiga;
  • Castanhas em geral;
  • Pasta de amendoim;
  • Sementes: de girassol, abóbora, chia e linhaça;
  • Bebidas vegetais de coco, amêndoas e castanha de caju;
  • Frutas com baixo teor de carboidrato: coco, abacate, limão, maracujá, frutas vermelhas, morango e ameixa;
  • Folhas, verduras e legumes em geral.

 

Vantagens e desvantagens da dieta low carb

A dieta low carb é segura, quando acompanhada por um especialista (para garantir que ninguém fique sem nutrientes). Mesmo assim, não deve ser tomada como estilo de vida e, sim, como estratégia a curto prazo. Ela, como a dieta cetogênica, não é indicada a todos, porque o paciente reduz a principal fonte de energia do corpo, podendo sentir sintomas como:

  • Cansaço
  • Menor produtividade ou concentração
  • Sonolência
  • Dores de cabeça
  • Redução de rendimento em treinos e atividade física.

 

Importância dos carboidratos

Além de fornecerem mais energia ao corpo, os carboidratos aumentam a produção de hormônios que nos deixam felizes como a serotonina e a dopamina, melhorando nosso humor e bem-estar. Também atua no fortalecimento do nosso sistema de defesa, impedindo que fiquemos doentes frequentemente.

A dieta low carb pode trazer algumas desvantagens para alguns grupos específicos, já que existem pessoas que necessitam mais de carboidratos por conta de atividades físicas, necessidade de energia para o desenvolvimento e etc. As pessoas que não devem seguir a dieta low carb são:

  • Atletas de alto rendimento e esportistas;
  • Pessoas que querem ganhar mais massa magra;
  • Pacientes compulsivos ou com histórico de transtornos alimentares;
  • Crianças e adolescentes: o carboidrato é fundamental para crescimento e desenvolvimento;
  • Gestantes e idosos: grupos de risco que precisam demais energia;
  • Pacientes com doenças específicas que já tenham o sistema de defesa mais fraco.

Por isso, muita atenção! Antes de fazer uma dieta vista na internet ou copiar de algum conhecido, é interessante procurar um profissional e entender se aquela estratégia será viável a você e ao seu estilo de vida. Nada de cortar alimentos sem orientação. Lembre-se de que existem outras estratégias além da dieta low carb que trarão resultados tão positivos quanto.

Para saber mais sobre dietas e outros temas sobre alimentação e saúde, explore o site do Que Bem que Faz e acompanhe o nosso conteúdo.

E se você quer saber mais sobre alimentação e saúde, explore o site do Que Bem que Faz, e use Chat Nutri para tirar suas dúvidas sobre saúde e nutrição em tempo real e nutra-se de informação!

Nutricionista Carolina Horcajo Agostinetti CRN: 37.853


Perguntas frequentes

  • Como substituir o pão no café da manhã?

    Você pode investir em saladas de frutas,omelete, iogurtes, cuscuz ou mesmo em pães com baixo teor de carboidrato e ricos em fibras.

  • Quais são os alimentos permitidos na dieta low carb?

    Carnes brancas e vermelhas, ovos, frutos do mar, queijos mais amarelos, iogurtes, azeite, óleo de coco, manteiga, castanhas em geral, pasta de amendoim, sementes de girassol, abóbora, chia e linhaça, bebidas vegetais de coco, amêndoas e castanha de caju, frutas com baixo teor de carboidrato (coco, abacate, limão, maracujá, frutas vermelhas, morango e ameixa), folhas, verduras e legumes em geral.

  • A dieta low carb emagrece rápido?

    Isso varia de pessoa para pessoa e de quanto carboidrato ela consome durante o dia. É possível que a pessoa que ingere muito carboidrato tenha uma redução significativa de peso em alguns dias de dieta low carb. Em todo caso, mesmo ela precisa fazer tudo com acompanhamento profissional.

  • Referências:

    CORDEIRO, R; BALDASSO, M; AZEVEDO, B.M. Benefícios e Malefícios da dieta Low Carb. Revista Saúde em Foco, 2017. Disponível em: http://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/080_beneficios.pdf. Acesso em: 27 de Setembro de 2021.

    ASTRUP, A; HJORTH, M.F. Low-Fat or Low Carb for Weight Loss? It Depends on Your Glucose Metabolism. Ebiomedicine, 2017. Disponível em: https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S2352-3964%2817%2930264-5. Acesso em: 27 de Setembro de 2021.

    OLIVEIRA, J; FIGUEIREDO, L; CORDÁS, T.A. Prevalência de comportamentos de risco para transtornos alimentares e uso de dieta “low-carb” em estudantes universitários. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/jbpsiq/a/mHpTbLwhgxTQmtrj4f6VWty/?format=html&lang=pt. Acesso em: 27 de Setembro de 2021.

Esse artigo foi: Criado por Nutricionistas